Produtores de MT pedem ao governo que tome medidas sobre alta de insumos

Segundo CNA, Ministério da Justiça está investigando o aumento considerado abusivo nos preços de produtos como fertilizantes e defensivos.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paula Whitaker/Reuters
Paula Whitaker/Reuters

Colheita de soja em Primavera do Leste (MT)

Acessibilidade


A Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) protocolou nesta quarta-feira (15) um pedido ao governo federal para que tome providências sobre a alta de preços de defensivos e o cancelamento de pedidos.

Segundo comunicado da entidade, o documento foi enviado ao Ministério da Agricultura e à Procuradoria-Geral da República.

“A reivindicação da Aprosoja-MT, que representa mais de 7.500 produtores rurais… trata de um pedido de providência na apuração de crime contra o consumidor nos pedidos de insumos“, disse em nota o coordenador de política agrícola da entidade, Tiago Stefanello.

SAIBA MAIS: Valor da produção agropecuária do Brasil fechará 2021 com alta de 10%

Na última semana, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) disse que tem discutido o tema com o governo, e que o Ministério da Justiça está investigando o aumento considerado abusivo nos preços de produtos como fertilizantes e defensivos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os preços de defensivos e fertilizantes têm subido pelo câmbio e por problemas de oferta global, uma vez que alguns países produtores estão reservando insumos para uso doméstico. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: