Apresentado por

Marfrig aprova recompra de até 31 milhões de ações

Empresa afirmou que a recompra busca maximizar a geração de valor para os acionistas

Ribeirorocha_Guetty
Ribeirorocha_Guetty

Marfrig informa que está de olho no lucro dos acionistas

Acessibilidade

O conselho de administração da Marfrig aprovou nesta terça-feira (21) novo plano de recompra de até 31 milhões de ações, montante equivalente a 9,30% dos papéis da companhia em circulação no mercado, de acordo com fato relevante à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

A empresa afirmou que a recompra busca maximizar a geração de valor para os acionistas. O prazo máximo para realização das aquisições é de 18 meses, começando nesta terça-feira.

  • Siga a Forbes no WhatsApp e receba as principais notícias sobre negócios, carreira, tecnologia e estilo de vida

Na mesma reunião, o colegiado também aprovou o cancelamento de 28 milhões de ações ordinárias mantidas em tesouraria, sem redução do valor do capital social, que passou a ser dividido em 932 milhões de ações.


Conteúdo publicitário