3 regalias de empresas que ajudam na produtividade

Estes benefícios parecem generosos demais, mas não vão custar muito para a sua empresa.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Já imaginou ter férias ilimitadas? Pois esta é a nova aposta entre algumas das empresas atualmente, como Netflix e Groupon. Parece exagero ou caridade, mas a nova tendência das companhias de deixar a vida de seus funcionários melhor é bom para a produtividade das próprias.

Acessibilidade


Veja na galeria de fotos as melhores regalias de empresas atualmente, que saem baratas e geram produtividade:

  • Férias ilimitadas

    Netfix, Zynga, Groupon e a desenvolvedora de software Vmware não impõem limites ao tempo de férias dos funcionários. Fuga em massa do pessoal para o Taiti? Dificilmente. Uma pesquisa feita pela Glassdoor em 2014 constatou que mais da metade dos trabalhadores dos Estados Unidos não usam todas as suas férias pagas como elas são hoje.

  • Fins de semana de três dias toda semana

    A Treehouse, uma escola on-line de programação e projeto de aplicativos com 90 funcionários e sediada em Portland, fecha às sextas-feiras. Outras empresas — entre as quais a agência de marketing Beholder, da Filadélfia, e a especialista em fluxo de trabalho Basecamp, de Chicago — fazem o mesmo durante todo o verão. Diz o CEO da Treehouse, Ryan Carson: “Nós simplesmente trabalhamos de maneira mais inteligente, em vez de trabalharmos por mais tempo”.

    Inscreva-se para receber a nossa newsletter
    Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • Creche para cães

    Google, Amazon e Ben & Jerry’s permitem que os funcionários levem o totó ao trabalho — o que ajuda a reduzir o estresse no escritório todo, segundo pesquisa publicada em 2012 no International Journal of Workplace Health Management.

Férias ilimitadas

Netfix, Zynga, Groupon e a desenvolvedora de software Vmware não impõem limites ao tempo de férias dos funcionários. Fuga em massa do pessoal para o Taiti? Dificilmente. Uma pesquisa feita pela Glassdoor em 2014 constatou que mais da metade dos trabalhadores dos Estados Unidos não usam todas as suas férias pagas como elas são hoje.

Compartilhe esta publicação: