JBS tem lucro abaixo da expectativa no 4º trimestre

Resultado se deve às vendas decepcionantes de carne suína nos EUA

A JBS retomou a lucratividade no quarto trimestre, embora o resultado tenha vindo bem abaixo do estimado por analistas, em parte devido a vendas decepcionantes de seus negócios de carne suína nos Estados Unidos. Maior produtora de carnes do mundo, a JBS anunciou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de R$ 563,2 milhões no período, ante prejuízo de R$ 451,7 milhões um ano antes e do resultado também negativo de R$ 133,5 milhões no trimestre imediatamente anterior. A projeção média de analistas consultados pela Refinitiv, porém, apontava para lucro de R$ 1,767 bilhão.

A receita líquida da JBS no trimestre, de R$ 47,3 bilhões, foi 10,7% maior em um ano, mas caiu 4,2% na comparação sequencial. O faturamento da JBS Brasil avançou 19,5%. Mas o da unidade JBS USA Pork cresceu apenas 3% em reais e caiu 12,2% em dólares, enquanto a margem Ebitda encolheu 3,3 pontos. Na divisão Seara, a receita cresceu somente 3,1% e a margem Ebitda caiu 0,6 ponto percentual.

LEIA MAIS: Lorival Luz Jr. é eleito o novo CEO da BRF

O resultado operacional da companhia de alimentos entre outubro e dezembro, medido pelo Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 3,39 bilhões, um aumento de 6,1% ante mesma etapa de 2017.

A última linha do resultado foi beneficiada em parte pela queda de 20,5% das despesas administrativas, a R$ 1,79 bilhão. Além disso, o resultado financeiro líquido negativo diminuiu 72,8%, a R$ 564,7 milhões.

Por outro lado, as despesas com vendas evoluíram 13%, para R$ 2,78 bilhões.

A JBS fechou 2018 com uma dívida líquida de R$ 47,2 bilhões, pouco acima dos R$ 45,28 bilhões de um ano antes. A alavancagem financeira medida pela relação dívida líquida/Ebitda caiu de 3,38% para 3,18%.

No fim do ano passado, a China havia estendido sua condição como principal destino das exportações da JBS, com 24,1% do total, ante 20,9% no final de 2017.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).