Carrefour tem alta de 11% no lucro ajustado do 2º tri

As vendas brutas totais subiram 12,9% no período, para R$ 15,28 bilhões

O Carrefour Brasil teve lucro líquido ajustado de R$ 419 milhões no segundo trimestre, aumento de 11% sobre o mesmo período do ano passado, apoiado em crescimento de dois dígitos nas vendas, puxado principalmente pela unidade de atacarejo Atacadão.

LEIA MAIS: Barclays vê fusão entre Casino e Carrefour como possível

O lucro líquido ajustado atribuível aos acionistas controladores, segundo o padrão contábil IFRS 16, cresceu 7,9%, para R$ 408 milhões, enquanto a margem líquida caiu para 2,9% ante 3,1% um ano antes, segundo balanço divulgado hoje (24).

As vendas brutas totais subiram 12,9% no período, para R$ 15,28 bilhões. Excluindo combustíveis, o Carrefour Brasil teve alta de 13,5% nas vendas brutas, para R$ 14,588 bilhões de reais. Desse total, 71% foram gerados pelo Atacadão. As vendas mesmas lojas subiram 7,6% na unidade de atacarejo e 8% em outros formatos sob a divisão conhecida como Carrefour Varejo.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado cresceu 12,7% no segundo trimestre, para R$ 1,053 bilhão. Com base no IFRS 16, o Ebitda ajustado foi de R$ 1,117 bilhão. Analistas, em média, esperavam Ebitda de R$ 1,031 bilhão no segundo trimestre, segundo dados da Refinitiv.

As ações do Carrefour Brasil acumulam alta de mais de 30% este ano, superando o desempenho do rival GPA, que teve valorização de menos de 10% desde o início de 2019.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).