Neoenergia aprova capex de R$ 1,9 bi para eólicas no NE

iStock
Complexo, nos Estados do Piauí e Bahia, terá capacidade de 566,5 MW

O Conselho de Administração da Neonergia aprovou nesta quinta-feira a construção da totalidade do complexo eólico Oitis, no Nordeste, com investimentos de R$ 1,9 bilhão em dez novos parques, segundo fato relevante. O complexo, situado nos Estados do Piauí e Bahia, terá capacidade de 566,5 megawatts (MW), sendo composto por 12 parques, dos quais dois tiveram 30% de sua energia vendida em leilão A-4 do governo, realizado neste ano.

Os novos dez parques do empreendimento, que será construído pela Força Eólica do Brasil, sociedade controlada pela Neoenergia, terão sua energia destinada à comercialização no mercado livre de energia, com fator de capacidade médio de 50%. A previsão é que o parque inicie operação comercial em meados de 2022.

LEIA MAIS: Neoenergia tem lucro de R$ 519 mi no 2° tri

Segundo a elétrica, foi aprovada ainda a contratação de todos os aerogeradores do complexo junto a “fornecedor de primeira linha, bem como a outorga pela Neoenergia de garantias associadas a projetos dessa natureza”.

O Grupo Neoenergia já dispõe de 516 MW em capacidade instalada de fonte eólica em operação e, adicionando a capacidade desses parques eólicos, passará a ter um total de 1,038 gigawatts (GW) em construção.

Com a conclusão da implantação de todos os projetos, o portfólio de ativos em operação de energia eólica totalizará 1,6 GW em 2022, dos quais 51% da energia já foram vendidos via Leilão em Ambiente de Contratação Regulada (ACR), ao passo que 49% estão destinados ao Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).