CEO da Logitech diz que setor de jogos não depende só de Fortnite

Reuters
Bracken Darrell afirmou que o interesse em games continua a crescer

A Logitech International disse que seu negócio de jogos não perdeu força, apesar de as vendas de seus periféricos para gamers aumentarem apenas 2% durante o último trimestre, disse o presidente-executivo, Bracken Darrell, hoje (22).

LEIA MAIS: Depois de 30 horas fora do ar, “Fortnite” volta com jogo reformulado

A empresa dos EUA-Suíça agora enfrenta duras comparações com o ano passado, quando o sucesso do jogo “Fortnite” levou a um aumento nas vendas de fones de ouvido para fãs do jogo, disse Darrell à Reuters.

“O que você está vendo é o famoso efeito ‘Fortnite’ do ano passado, que foi enorme”, disse Darrell. “Se você retirar os negócios dos fones de ouvido, onde os negócios foram mais afetados, continuamos a crescer dois dígitos”, disse Darrell, referindo-se aos teclados e mouses que a Logitech também produz para gamers.

As comparações difíceis começarão a desaparecer no início do ano que vem, disse Darrell, enquanto o sucesso do negócio de jogos da Logitech não depende de jogos únicos como o “Fortnite”.

“Existem tantos jogos populares que somos um pouco menos dependentes de um único”, disse ele. “O interesse em jogos continua a crescer, é um fenômeno verdadeiramente global”.

O executivo falou que a Logitech registrou um aumento de 4,5% na receita operacional durante o último trimestre, impulsionada por uma forte aceitação de seus produtos de videoconferência e confirmou suas metas para o ano inteiro.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).