Dólar cai ante real em meio a cenário externo mais positivo

iStock
Às 10:36, o dólar recuava 0,75%, a R$ 4,0145 na venda

O dólar voltava a mostrar queda contra o real hoje (25), após na véspera ter quebrado a sequência de dois dias de perdas, em dia de cena externa mais positiva diante de expectativas otimistas sobre o Brexit e a retomada das discussões comerciais entre Estados Unidos e China.

LEIA MAIS: Dólar cai abaixo de R$ 4, mas volta a subir com ajuste técnico

Às 10:36, o dólar recuava 0,75%, a R$ 4,0145 na venda. A moeda norte-americana encerrou na véspera com alta de 0,30%, a R$ 4,0449 na venda, apesar de ter recuado abaixo de R$ 4 pela primeira vez desde agosto durante a sessão. Na B3, o dólar futuro tinha queda de 0,61%, a R$ 4.016.

Nesta sexta, a notícia de que a UE concedeu a extensão do prazo para o Brexit pedido pelo Reino Unido somada à notícia da Reuters afirmando que autoridades comerciais dos EUA e da China devem discutir nesta sexta-feira planos para a China comprar mais produtos agrícolas dos EUA pintavam uma cena mais positiva no dia.

“Temos uma cena externa que voltou a alimentar o otimismo no mercado. Existe uma visão de que dois dos principais impasses externos (Brexit e guerra comercial EUA-China) estão de fato caminhando e isso alimenta o viés de queda que o dólar já vinha recebendo na semana”, afirmou Alessandro Faganello, operador de câmbio da Advanced Corretora.

Faganello também afirmou que a proximidade dos leilões de petróleo é outro fator que tem ajudado a alimentar as expectativas de volta de fluxo de recursos ao país, pressionando o dólar.

O viés de queda do dólar também era compartilhado por outras moedas emergentes pares do real, como rand sul-africano e peso mexicano, que se valorizavam contra a moeda norte-americana na sessão.

Segundo a equipe de análise da Correparti Corretora, a tendência para o dólar contra o real no curto prazo ainda é de baixa, no entanto, não é possível descartar um movimento de recomposição de posições, caso o dólar volte a operar abaixo da casa dos R$ 4,00.

VEJA TAMBÉM: Dólar recua ante real pelo 3° pregão consecutivo

Na cena doméstica, o Banco Central informou na quinta-feira (24) que dará sequência ao longo de novembro a leilões de dólar à vista, swap cambial reverso e swap tradicional, mantendo a estratégia de troca de instrumentos em curso desde agosto.

Nesta sessão, o Banco Central vendeu todos os 10.500 contratos de swap cambial reverso ofertados, além de 525 milhões em moeda spot (de oferta de até US$ 525 milhões).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).