Eletrobras reverte prejuízo e lucra R$ 716 mi no 3º tri

Resultado sofreu influência da privatização de distribuidoras

A Eletrobras reportou lucro líquido de R$ 716 milhões no terceiro trimestre de 2019, ante prejuízo de líquido de R$ 2,26 bilhões no mesmo período de 2018, segundo resultado divulgado quase no início da madrugada de hoje (12).

LEIA MAIS: Eletrobras estima entrada de até R$ 5,1 bi com eventual aumento de capital

À medida que colhe resultados da privatização de distribuidoras, entre elas a então deficitária Amazonas Energia, a maior companhia do setor de energia elétrica da América Latina apresentou lucro líquido de R$ 7,6 bilhões em nove meses, versus prejuízo líquido de R$ 404 milhões na mesma comparação.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$ 2,7 bilhões, aumento de 303% na comparação anual.

A receita operacional líquida apresentou crescimento de 9,8%, para R$ 7,29 bilhões no terceiro trimestre.

O lucro ocorreu apesar de uma série de provisões indicada no balanço do terceiro trimestre.

A empresa reportou R$ 354 milhões em provisão relativa ao desligamento de terceirizados da subsidiária Furnas; R$ 690 milhões relativos a créditos de CCC (Conta de Consumos de Combustíveis) passados pela Amazonas Energia à Eletrobras; e para contingências, no montante de R$ 417 milhões, sendo R$ 269 milhões referentes aos processos de empréstimo compulsório.

A dívida líquida recorrente da companhia subiu 10,7% ante o mesmo trimestre de 2018, para R$ 22,1 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).