Quero Educação compra operação brasileira de norte-americana QuinStreet

GettyImages/ Maskot
GettyImages/ Maskot

A educação básica é considerada como nova fronteira de crescimento para o setor de educação

A companhia de tecnologia para o mercado de ensino Quero Educação anunciou hoje (9) aquisição das operações brasileiras da empresa norte-americana de marketing online QuinStreet.

LEIA MAIS: Aceleradora mostra como virar um Airbnb

O valor da operação não foi revelado, mas a Quero Educação, que tem como investidores Y Combinator, Omidyar Network, Endeavor e Iporanga Investimentos, informou que o faturamento da QuinStreet no Brasil somou R$ 27 milhões no último ano.

“A QuinStreet trabalha adquirindo alunos sem a necessidade da bolsa e nós sabemos que as faculdades têm interesse em aumentar o ticket médio (valor médio pago pelos alunos)”, disse o presidente-executivo da Quero Educação, André Narciso, em comunicado. A companhia norte-americana chegou ao Brasil em 2011.

A compra ocorreu depois que a Quero Educação investiu R$ 20 milhões no buscador de colégios Melhor Escola, focado em conectar alunos a instituições.

Os negócios ocorrem em um momento em que grandes grupos de ensino privado do país, como a Cogna, ex-Kroton, investem pesado no fragmentado segmento de educação básica, considerado como nova fronteira de crescimento para o setor. Segundo dados do MEC, citados pela Quero Educação, o Brasil conta com 40 mil escolas privadas de ensino básico.

LEIA TAMBÉM: Edtech paulista toma o caminho do bilhão

De acordo com a Quero Educação, no último ano a QuinStreet teve 60 milhões de acessos no Brasil e gerou cerca de 100 mil matrículas para alguns dos principais grupos do mercado, como Cogna, Laureate, Yduqs e Cruzeiro do Sul.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).