Google e Walmart se unem a esforços do governo para acelerar testes de coronavírus

Getty Images
Vírus se espalha rapidamente e já infectou mais de 1.660 pessoas nos Estados Unidos

Empresas norte-americanas se juntaram aos esforços contra a disseminação do coronavírus, com o presidente Donald Trump e executivos anunciando que o Google oferecerá um site para ajudar as pessoas a determinar se precisam de testes, enquanto varejistas vão montar testes drive-thru em estacionamentos.

As ações da Alphabet, dona do Google, do Walmart, da Target e da proprietária de farmácias CVS fecharam com mais de 9%, em linha com o mercado de ações.

A pressão tem aumentado sobre autoridades dos EUA para ampliar e melhorar os testes do vírus que se espalha rapidamente e infectou mais de 1.660 pessoas no país.

LEIA MAIS: Tudo sobre o coronavírus

“Quero agradecer ao Google, que está ajudando a desenvolver um site, que será feito muito rapidamente, para determinar se um teste é necessário e facilitar o teste em um local conveniente nas proximidades”, disse Trump.

“O Google tem 1.700 engenheiros trabalhando nisso agora, fez um tremendo progresso.”

A Verily, empresa de tecnologia da saúde também da Alphabet, afirmou estar liderando esforços para desenvolver a ferramenta da web para testes com a ajuda dos engenheiros do Google.

VEJA TAMBÉM: Novo coronavírus: veja os eventos cancelados no Brasil

“Estamos nos estágios iniciais de desenvolvimento e planejamos lançar testes na área da baía de São Francisco, com a esperança de expandir mais amplamente ao longo do tempo”, disse a porta-voz da Verily, Kathleen Parkes.

Ela não respondeu a perguntas sobre como o esforço se originou, a extensão do envolvimento do Google e como os dados das pessoas seriam protegidos e usados.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).