Uber gastou US$ 19 mi em ajuda financeira a motoristas

Valentin Russanov/Getty Images
Só nos Estados Unidos e Canadá, Uber possui cerca de 1,3 milhão de motoristas

A Uber Technologies detalhou pela primeira vez hoje (21) quanto gastou para ajudar motoristas e entregadores durante a crise do coronavírus, em que a empresa demitiu milhares de funcionários.

A empresa disse em seu blog que gastou 19 milhões de dólares em meados de maio com a assistência financeira direta de duas semanas a um total de quase 48.900 motoristas em todo o mundo que foram infectados pelo vírus ou estavam de quarentena.

Metade desse valor foi pago a 12.350 motoristas e entregadores nos Estados Unidos e Canadá, o maior mercado da Uber e onde possui cerca de 1,3 milhão de motoristas cadastrados na plataforma.

LEIA MAIS: Uber demitirá mais 3 mil funcionários em segundo corte este mês

Segundo o programa anunciado em meados de março, os motoristas norte-americanos receberam uma média de quase US$ 650, mas os valores dos pagamentos variaram amplamente por local, com a Uber limitando o pagamento máximo por cidade e calculando o apoio com base nos ganhos anteriores dos motoristas.

A companhia não forneceu detalhes sobre os pagamentos em outros lugares, mas um porta-voz disse que assistência financeira foi fornecida em todos os mais de 70 países em que a empresa opera.

O porta-voz disse que a demanda dos motoristas pela ajuda também varia dependendo da rede de segurança social existente nos países. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]forbes.com.br).