Lucro líquido da Caixa recua 39,3% no 2º trimestre, para R$ 2,6 bilhões

A Caixa Econômica Federal registrou lucro líquido de R$ 2,558 bilhões no segundo trimestre, queda de 39,3% frente ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados divulgados hoje (26).

O resultado operacional do banco estatal caiu 36%, para R$ 2,901 bilhões, enquanto a margem financeira recuou 31,8%, para R$ 9,615 bilhões, também na comparação ano a ano.

LEIA MAIS: Caixa Econômica inicia campanha para fazer home equity decolar no país

No segundo trimestre, a provisão para devedores duvidosos alcançou R$ 2,817 bilhões, queda de 17,1% frente a igual intervalo de 2019, mas alta de 40% em relação aos primeiros três meses deste ano.

A receita com prestação de serviços da Caixa caiu 18,8% no segundo trimestre ano a ano, para R$ 5,390 bilhões.

A carteira de crédito ampla da Caixa totalizou saldo de R$ 720,1 bilhões em junho de 2020, crescimento de 2,9% no trimestre e 5,5% em relação ao mesmo período de 2019.

O índice de inadimplência totalizou 2,48%, redução de 0,66 ponto percentual no trimestre e variação positiva de 0,03 ponto em 12 meses.

No segundo trimestre, o retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) ficou em 12,07%, de 19,66% um ano antes. A margem financeira (NIM) foi de 4,46%, queda de 0,09 ponto frente a igual intervalo de 2019.

As despesas de pessoal subiram 6,7%, para R$ 5,424 bilhões, enquanto a linha de outras despesas administrativas mostrou elevação de 2,3%, para R$ 2,863 bilhões. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).