Ibovespa segue exterior e trabalha em alta com expectativa de mais estímulos fiscais nos EUA

O Ibovespa acompanha o exterior e abre o pregão com leves ganhos, avançando 0,19% aos 95.711 pontos no início da sessão. O dólar também avançava contra o real no início do dia, subindo 0,23% e negociado a R$ 5,63.

Os investidores acompanham mais um dia de negociações nos EUA para aprovação de um novo pacote fiscal, desta vez, com propostas fatiadas para companhias aéreas, pequenas empresas e para as famílias norte-americanas. Segundo informações da Bloomberg, os democratas se opõem a uma nova rodada de cheques para as famílias no valor de US$ 1.200,00 por considerar o auxílio insuficiente.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Dados divulgados nesta manhã apontam que os pedidos de seguro-desemprego nos EUA seguem elevados, com 840 mil novas solicitações apenas na última semana. O número de pessoas recebendo o seguro por meio dos programas estaduais do país teve leve queda, a 11,8 milhões na semana encerrada em 19 de setembro, contra 12,7 milhões da semana anterior.

De acordo com fontes ouvidas pelo The Wall Street Journal, os investidores já precificam uma vitória de Joe Biden nas eleições de 3 de Novembro, o que representaria mais estímulos à economia.

Na Europa, a ata da última reunião do Banco Central Europeu (BCE) divulgada nesta manhã aponta preocupações com as perspectivas para a inflação em médio prazo na região. O órgão também relatou monitorar de perto a recente valorização do euro. Às 10h38, horário de Brasília, a divisa era negociada a R$ 6,61, com alta de 0,10% ante ao real. No mercado acionário, o FTSE 100 ganhava 0,71% no mesmo horário, enquanto o DAX e o Stoxx 600 subiam 0,95% e 0,82%, respectivamente.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

No plano doméstico, a decisão do Governo Federal de deixar para depois das eleições municipais o anúncio do Renda Cidadã gera temores de que não haja tempo suficiente para aprovação da matéria no Congresso. Segundo análise da XP Investimentos, o “tempo exíguo para a aprovação no final do ano aumenta a atenção sobre a possibilidade de uma solução emergencial, caso seja frustrada a tentativa de aprová-lo”. O segundo turno das eleições está marcado para 29 de novembro. Ontem, no entanto, o ministro Paulo Guedes afirmou que não há possibilidade de extensão do auxílio emergencial para além de dezembro.

No lado do consumo, as vendas no varejo brasileiro avançaram 3,4% em agosto sobre julho, segundo dados divulgados nesta manhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse foi o quarto mês consecutivo de crescimento das vendas na comparação com o mês anterior. Em relação a agosto do ano passado, a alta é de 6,1%.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).