Preço do diesel nos postos do Brasil caiu 1% na 1ª metade de outubro, diz Ticket Log

Mario Tama / GettyImages
Mario Tama / GettyImages

Repasse dos reajustes dos combustíveis nas refinarias aos consumidores finais nos postos não é garantido, e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro e biodiesel

O preço do diesel nos postos de combustíveis do Brasil recuou 1,1% na primeira quinzena de outubro em comparação com o fechamento de setembro, indicaram dados do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) publicados ontem (21).

Segundo marca da Edenred Brasil, os dados obtidos neste mês, em 18 mil postos credenciados, contrariam o cenário de alta nas cotações que se apresentava desde junho.

A queda ocorre mesmo após a Petrobras elevar por duas vezes seguidas, entre o final de setembro e o início de outubro, os preços do diesel em suas refinarias.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O repasse dos reajustes dos combustíveis nas refinarias aos consumidores finais nos postos não é garantido, e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro e biodiesel.

A Ticket Log destacou que, diante dos impactos da pandemia no consumo, os preços do diesel nas bombas chegaram a atingir variação de 23% entre a mínima e a máxima registradas neste ano.

Em janeiro o combustível mais utilizado do Brasil registrou a máxima de R$ 3,974 por litro nos postos, enquanto em maio e junho desceu para a mínima de R$ 3,238 por litro. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).