Soja estende rali em Chicago com o aparecimento do tempo seco na América do Sul

ithinksky/GettyImages
ithinksky/GettyImages

A soja fechou em alta de US$ 0,20, a US$ 13,13 por bushel

Os contratos futuros de soja negociados em Chicago, nos Estados Unidos, ampliaram hoje (05) um rali para as máximas de seis anos e meio, à medida que o tempo seco e as interrupções de embarques na América do Sul aparecem, o que preocupa os investidores em um momento de demanda chinesa.

A soja fechou em alta de US$ 0,20, a US$ 13,13 por bushel – unidade de medida de precificação de mercadorias sólidas e secas – após tocar a marca de US$ 13,49, maior nível para um vencimento mais ativo deste junho de 2014.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Já os futuros de milho e trigo tiveram sessão volátil, com ambas as commodities devolvendo ganhos após atingirem máximas em seis anos. O contrato do milho recuou US$ 0,25, para US$ 4,83 o bushel, após chegar a US$ 4,97, aproximando do patamar de 2014 que foi US$ 5. Já o trigo para março subiu US$ 1,50, a US$ 6,42 o bushel. Máximas de contrato foram atingidas por quase todos os vencimentos futuros de soja, milho e trigo.

“Fazia bastante tempo que não víamos os preços para as novas safras tão altos, especialmente na soja”, disse Dan Cekander, presidente da DC Analysis. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).