Soja estende rali em Chicago com o aparecimento do tempo seco na América do Sul

Máximas de contrato foram atingidas por quase todos os vencimentos futuros de soja, milho e trigo .

Redação
Compartilhe esta publicação:
ithinksky/GettyImages
ithinksky/GettyImages

A soja fechou em alta de US$ 0,20, a US$ 13,13 por bushel

Acessibilidade


Os contratos futuros de soja negociados em Chicago, nos Estados Unidos, ampliaram hoje (05) um rali para as máximas de seis anos e meio, à medida que o tempo seco e as interrupções de embarques na América do Sul aparecem, o que preocupa os investidores em um momento de demanda chinesa.

A soja fechou em alta de US$ 0,20, a US$ 13,13 por bushel – unidade de medida de precificação de mercadorias sólidas e secas – após tocar a marca de US$ 13,49, maior nível para um vencimento mais ativo deste junho de 2014.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Já os futuros de milho e trigo tiveram sessão volátil, com ambas as commodities devolvendo ganhos após atingirem máximas em seis anos. O contrato do milho recuou US$ 0,25, para US$ 4,83 o bushel, após chegar a US$ 4,97, aproximando do patamar de 2014 que foi US$ 5. Já o trigo para março subiu US$ 1,50, a US$ 6,42 o bushel. Máximas de contrato foram atingidas por quase todos os vencimentos futuros de soja, milho e trigo.

“Fazia bastante tempo que não víamos os preços para as novas safras tão altos, especialmente na soja”, disse Dan Cekander, presidente da DC Analysis. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: