Moody's eleva projeção para EUA e mercados emergentes, mas corta a da Europa

Berkah/GettyImages
Berkah/GettyImages

Lockdowns na zona do euro fez com que a projeção dos mercados fosse cortada para 3,7%, ante 4,7% anteriormente

A empresa de classificação de crédito Moody’s revisou para cima suas previsões econômicas para o ano dos Estados Unidos e mercados emergentes hoje (24), mas cortou a Europa após os lockdowns rígidos contra o coronavírus da região.

A Moody’s elevou sua projeção de crescimento para os EUA a 4,7%, ante 4,2% esperados em novembro. O crescimento dos mercados emergentes subiu de 6,1% para 7%, liderado por revisões para cima na China, Índia e México, enquanto a zona do euro e o Reino Unido tiveram suas respectivas projeções cortadas para 3,7% e 4,7%, ante 4,7% e 5,2% anteriormente.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“Os efeitos sobre empresas, setores e regiões individuais continuam sendo desiguais, e a crise perdurará como um desafio para as economias mundiais muito além do nosso horizonte de previsão de dois anos”, disse a Moody’s em relatório sobre suas novas previsões. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).