Conheça Brett Thomas, o investidor disruptivo por trás da CAVU Venture Partners

Empreendedor ganhou notoriedade com estratégias de marketing que impulsionaram diversas marcas de alimentos e bebidas

Mannet Ahuja
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Brett Thomas, cofundador e sócio gerente da CAVU Venture Partners

Acessibilidade


Quando Brett Thomas, cofundador e sócio-gerente da CAVU Ventures, deixou o fundo Scout Capital para apoiar marcas de bens de consumo embalados em 2009, ele sabia que precisava encontrar uma maneira de se destacar rapidamente em um espaço com muitos investidores com maior experiência no setor e conexões internas.

“Quando era criança eu costumava passar horas andando pelos corredores da Kmart e da Target olhando embalagens e experimentando novos produtos”, diz Thomas. “Adorei tentar entender o que faz uma marca funcionar e o que não.”

LEIA TAMBÉM: Não são só números: 5 bilionários brasileiros graduados em cursos de humanas

A inspiração surgiu depois de meses conhecendo fundadores e ouvindo argumentos de venda. A maioria das startups de alimentos e bebidas que ele encontrou ainda estavam nos estágios iniciais de desenvolvimento, com recursos e fundos limitados. Ele imaginou que o acesso aos canais de marketing convencionais poderia ser uma virada de jogo. Na época, seu sogro, Richard Schaps, era o CEO da Van Wagner Media, uma das maiores empresas privadas de outdoors nos Estados Unidos. Thomas sabia que uma certa porcentagem de dos outdoors não era utilizada todos os meses e ele viu nisso uma oportunidade para uma troca. Durante sua próxima reunião de apresentação com a empresa de sucos Suja, com sede em San Diego, Califórnia, ele propôs que assumisse uma participação acionária em troca de outdoors em Nova York antes do lançamento da East Coast Whole Foods. E funcionou.

Além de sair com uma participação na empresa, Thomas diz, “fomos capazes de ajudar empresas menores a crescer mais rápido do que normalmente seriam capazes naquele estágio – a ideia era ajudar a acelerar seu crescimento.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

 

Colocando seu dinheiro onde você acredita

Ele usou essa mesma jogada, oferecendo acordos de mídia proprietária em troca de um lugar na mesa, para entrar em muitos dos negócios mais interessantes dos anos 2010, entre eles, Lyft, Bai e Deep Eddy Vodka. Conforme essas marcas foram ganhando reconhecimento dos consumidores, Thomas chamou a atenção do veterano da indústria Rohan Oza, ex-CMO da Glaceau, empresa controladora da Vitaminwater e Smartwater, duas marcas que ele construiu antes de sua venda para a Coca em 2007 por US$ 4,1 bilhões. Eles se conheceram enquanto investiam na Bai, e perceberam que seu valor agregado exclusivo não era facilmente replicado, uniram forças para fundar a CAVU Venture Partners. Em janeiro de 2016, eles lançaram seu primeiro fundo para “democratizar uma vida saudável” para as massas, com US$ 156 milhões arrecadados em pouco menos de seis meses.

“Quando Brett me abordou há cinco anos para começar um novo tipo de fundo de risco, não demorei muito para dizer sim”, diz Oza.

VEJA MAIS: Albert Bourla, da Pfizer: por que o CEO que ajudou a salvar o mundo não consegue agradar Wall Street

Cinco anos depois, a CAVU foi além dos outdoors, lançando uma agência de criação interna, a Uncommon, para ajudar empresas do portfólio com branding, publicidade e uma lista repleta de parcerias de marcas com celebridades como Jennifer Aniston, Justin Timberlake, Beyonce e Olivia Munn. Suas 10 exits (saídas) incluem a Beyond Meat, um dos IPOs de melhor desempenho de 2019; a Hims & Hers, que recentemente abriu capital via SPAC; a Vital Proteins, cuja participação majoritária foi adquirida pela Nestlé Health Sciences por um valor não revelado; a Bai, que foi vendida para a Dr. Pepper Snapple por US$ 1,7 bilhão em novembro de 2016; e a ONE Brands, que foi vendida à Hershey por US$ 397 milhões em agosto de 2019. A CAVU também está em seu terceiro fundo de US$ 250 milhões.

Parte do segredo do sucesso da CAVU tem sido a capacidade de Thomas de entrar habilmente em negócios alinhados às tendências de consumo em constante mudança, como a oportunidade de apoiar a Beyond Meat, que levou apenas uma semana para ser executada. As empresas do portfólio atual posicionaram a empresa para lucrar durante a pandemia, como o marketplace com propósito, o Thrive Market. À medida que as compras online de alimentos dispararam para 10% do setor geral de US$ 1 trilhão, triplicou sua participação desde o final de 2019. Outras apostas incluíram a empresa de alimentos infantis orgânicos Once Upon A Farm, cofundada pela atriz Jennifer Garner e John Foraker, e a condução do IPO da Annie’s. “A abordagem de Brett – visão estratégica, experiência versus o aprendizado e (sempre) acertar os detalhes – se alinha perfeitamente com os valores da marca Once Upon a Farm em tudo, desde a sala da diretoria até nossa mais recente mudança de marca,” diz Jennifer.

 

Transformando sua visão das prateleiras das lojas nos mercados públicos

É essa visão de futuro que abriu a CAVU – que, ao contrário da maioria das empresas de risco, é agnóstica em termos de estágio – para uma ampla gama de tipos de investimento e saída, incluindo a venda para parceiros estratégicos e empresas de capital privado, e até mesmo abrir o próprio capital.

A justificativa, como Thomas explica, é muito simples. “Não queríamos nos limitar a ter um tamanho mínimo de verificação ou limite de receita – estamos encontrando marcas inovadoras que queremos apoiar cada vez mais rapidamente”, diz.

LEIA TAMBÉM: Tesla nomeia Elon Musk de “Technoking”

E enquanto a Covid-19 iniciava mudanças na economia global de bem-estar de US$ 4,5 trilhões, a CAVU, liderada pela experiência de investimento do Thomas, procurou capitalizar oportunidades de compra maduras, incluindo o boom das SPACs de Wall Street em dezembro com o IPO de US$ 225 milhões da HumanCo Acquisition Company. A empresa terá dois anos para encontrar as marcas de consumo certas, focadas em ESG e com propósito, para investir em várias categorias, como alimentos e bebidas, preparação física, cuidados pessoais e bem-estar.

Veteranos da indústria como Seth Rodsky, cofundador e sócio-gerente da Strand Equity Partners, veem a sabedoria na abordagem. “Ele sempre parece estar a par das últimas tendências de consumo”, diz Rodsky. “Não estou surpreso em ver que a capacidade única de detectar essas tendências se traduz em sucesso contínuo na CAVU.”

O cofundador e sócio Oza acrescenta: “É a mesma visão e talento implacável [de Thomas] para encontrar e ganhar os melhores negócios que continuam a nos ajudar a nos diferenciar dos demais”.

 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: