Crescimento forte da indústria na China em março impulsiona recuperação, mostra PMI oficial

Reuters
Reuters

A melhora da demanda global amplia a força para uma sólida recuperação econômica do país

A atividade industrial da China expandiu no ritmo mais forte em três meses em março, uma vez que as fábricas aceleraram a produção após breve pausa durante os feriados do Ano Novo Lunar, enquanto a melhora da demanda global amplia a força para uma sólida recuperação econômica.

O PMI (Índice de Gerentes de Compras, na sigla em inglês) oficial da indústria subiu a 51,9 de 50,6 em fevereiro, mostraram dados da Agência Nacional de Estatísticas hoje (31), permanecendo acima da marca de 50 que separa crescimento de contração pelo 13º mês seguido. Analistas esperavam alta a 51,0.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“A última pesquisa oficial de PMI sugere que após ser afetado por problemas devido ao vírus mais cedo neste ano, o crescimento se recuperou com força este mês”, disse Julian Evans-Pritchard, economista sênior da Capital Economics, em nota a clientes.

A atividade industrial chinesa normalmente paralisa durante a pausa do Ano Novo Lunar, mas neste ano milhões de trabalhadores permaneceram em casa devido a temores pela Covid-19, o que levou a uma retomada da atividade nas fábricas antes do normal.

O PMI oficial, que foca mais em empresas grandes e estatais, mostrou que ambos os subíndices de produção e novas encomendas permaneceram no nível mais alto desde dezembro. As encomendas de exportação voltaram a crescer em meio à melhora da demanda externa, mostrou a pesquisa. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).