Forbes Radar: Carrefour, Gol, Smiles, e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (24), empresas divulgaram o pagamento de JCP (Juros sobre Capital Próprio). A Weg informou aos acionistas que destinará R$ 70 milhões, correspondente a R$ 0,03382 por ação, a B3 disponibilizará o montante de R$ 232,5 milhões, o que resultará em R$ 0,1143 por ativo e a Hypera Pharma irá alocar R$ 194 milhões, sendo R$ 0,30881 por papel. Todos os pagamentos sofrerão retenção de imposto de renda na fonte de 15%.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Grupo Carrefour (CRFB3)

O Carrefour Brasil anunciou nesta quarta-feira (24) um acordo para a aquisição do Grupo BIG por R$ 7,5 bilhões, o que expandirá a presença do grupo francês em regiões como o Nordeste e o Sul do país.

O Grupo BIG detém o ativo imobiliário de 181 lojas (47% do total) e 38 propriedades adicionais, totalizando aproximadamente 7 bilhões de valor imobiliário, de acordo com uma análise independente citada em fato relevante sobre o negócio.

“A complementaridade dos dois grupos enriquecerá o ecossistema de produtos e serviços do Carrefour Brasil, que atualmente atende mais de 45 milhões de clientes, e ampliará a sua base de clientes com a adição de mais de 15 milhões de clientes do Grupo BIG”, segundo a companhia.

No documento, o Carrefour Brasil disse que identificou potencial de sinergia significativo desde o primeiro ano, aumentando gradualmente para representar contribuição adicional líquida ao resultado operacional medido pelo Ebitda de R$ 1,7 bilhão anualmente, três anos após a conclusão.

A aquisição “marca um grande passo em nosso desenvolvimento, ampliando a nossa presença geográfica em certos estados, expandindo a nossa atuação em formatos, além de adicionar um modelo muito promissor e que ainda não operamos – Sam’s Club”, afirmou o CEO do Carrefour Brasil, Noël Prioux, em nota.

O acordo foi celebrado entre o Carrefour Brasil, a Advent International Corporation e a Brazil Holdings (companhia controlada pelo Walmart).

A estrutura da operação prevê que o Carrefour Brasil adquirirá, por meio de compra e venda, ações ordinárias representativas de 70% do capital social do Grupo BIG por R$ 5,25 bilhões, em dinheiro e, após aprovação de acionistas, a incorporação de ações ordinárias representativas dos outros 30%.

No âmbito da incorporação de ações, cada ação ordinária de emissão do Grupo Big será substituída por ações do Carrefour Brasil, sendo emitido um total de 116 milhões papéis, que não poderão ser transferidos pelos vendedores por até 6 meses.

O Carrefour Brasil concordou em realizar um adiantamento de R$ 900 milhões, que será deduzido do montante total final da operação quando for concluída.

Assim que concluída a operação, o Grupo Carrefour irá deter 67,7% de participação do Grupo Carrefour Brasil (ante 71,6% hoje) e a Península Participações terá 7,2%, enquanto a Advent e o Walmart, através de entidades afiliadas, terão juntos 5,6%.

Gol (GOLL4) e Smiles (SMLS3)

Na manhã desta quarta-feira (24) está marcada a assembleia que poderá definir a incorporação da Smiles com a Gol. A companhia aérea informou que aumentou o prêmio ofertado aos acionistas da Smiles para 47,9%.

Caso a reorganização seja aprovada, os acionistas da operadora de fidelidade receberão para cada ação:

  • Uma parcela em moeda corrente nacional de R$ 8,28 e 0,660 ação preferencial de emissão da Gol – caso escolham por uma relação de troca base;
  • Uma parcela em moeda corrente nacional de R$ 21,68 e e 0,165 ação preferencial de emissão da Gol – caso escolham a relação de troca operacional.

Weg (WEGE3)

O conselho de administração da Weg destinou R$ 70 milhões para o pagamento de JCP, correspondente a R$ 0,03382 por ação.

O pagamento ocorrerá em 11 de agosto de 2021 e será feito pelo valor líquido de R$ 0,02875 por papel (já deduzido o imposto de renda na fonte de 15%).

JBS (JBSS3)

A JBS, segunda maior companhia de alimentos do mundo, se comprometeu a zerar o balanço de suas emissões de gases de efeito estufa até 2040 nas operações globais.

A gigante de proteína animal afirmou ontem (23), que nos próximos 10 anos, vai investir US$ 1 bilhão em soluções que visem reduzir as emissões de carbono em suas operações.

Segundo o presidente-executivo da JBS, Gilberto Tomazoni, todos os negócios da companhia considerarão a meta de redução das emissões de gases, inclusive as alocações de investimento e eventuais fusões e aquisições (M&A).

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou que as plataformas P-40 e P-56, no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, voltaram a operar normalmente, após uma redução da produção nos últimos dias, motivada por um surto de Covid-19 que afetou as operações da P-38, que recebe produto de ambas as unidades.

A P-38 é uma unidade FSO (unidade flutuante que estoca e transfere o óleo produzido), portanto, não tem produção própria, explicou a Petrobras.

A P-40 e a P-56 produziram juntas mais de 85 mil barris de petróleo por dia, em janeiro, segundo dados disponibilizados pela reguladora ANP em seu site. A Petrobras não detalhou quais os volumes que deixaram de ser produzidos nos últimos dias.

B3 (B3SA3)

O conselho de administração da B3 aprovou o pagamento de JCP em R$ 0,1143 por ação (ou o valor líquido de R$ 0,0971), referente ao montante de R$ 232,5 milhões.

O pagamento será em 8 de abril de 2021 e tomará como base a posição acionária de 24 de março. Os ativos serão negociados como “ex” em 25 de março.

Copel (CPLE6)

A BlackRock aumentou sua participação acionária na Copel para 17,53%, o que inclui 70,5 milhões de ativos classe B e 154 milhões de ADR. Antes, a empresa detinha apenas a participação de 6,7%.

A BlackRock afirma que a participação tem objetivo de investimento e não visa alterar o controle acionário da companhia.

Light (LIGT3)

A Light submeteu à Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) um pedido de análise de registro para uma oferta pública de debêntures simples.

Serão ofertadas, inicialmente, 850 mil debêntures, com valor nominal unitário de R$ 1 mil, gerando o montante de R$ 850 milhões.

ADM (A1DM34)

A gigante de trading e processamento de commodities agrícolas ADM anunciou ontem (23) algumas metas de sustentabilidade para proteger florestas e a biodiversidade, estabelecendo 2022 como o prazo final para ter rastreada a origem de todas as suas compras indiretas de produtos como soja e milho.

A ADM afirmou que quer eliminar, até 31 de dezembro de 2030, a compra de produtos de áreas florestais convertidas em lavouras. Pela lei, produtores podem desflorestar parte de suas terras, em percentuais que dependem da região.

Hypera Pharma (HYPE3)

O conselho de administração da Hypera Pharma aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio em R$ 0,30881 por ação ordinária, com retenção de imposto de renda na fonte, equivalente ao montante total bruto de R$ 194 milhões.

O pagamento dos juros sobre capital próprio será realizado até o final de 2022. A partir de 29 de março, as ações serão negociadas como “ex”.

Mater Dei (MATD3)

O IPO da rede de atendimento hospitalar Mater Dei pode movimentar cerca de R$ 2 bilhões, segundo o prospecto preliminar da operação divulgado ontem (23) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

O montante é composto pela venda integral do lote base, contando que cada ação será vendida a R$ 24 (no ponto médio da faixa definida pelos coordenadores – R$ 21,80 a R$ 26,20).

A Mater Dei pretende usar aproximadamente R$ 1,64 bilhão para aquisições de rivais menores e de startups, além de custear a construção de novos hospitais.

O restante da oferta, coordenada por BTG Pactual, Bradesco BBI, Itaú BBA, JPMorgan e Safra, será de ações detidas na empresa por 14 investidores que vão vender uma fatia no negócio.

(Com Reuters)

Calendário de divulgação dos próximos resultados:

  • JBS (JBSS3) – 24 de março
  • Locaweb (LWSA3) – 24 de março
  • Ambipar (AMBP3) – 24 de março
  • Hermes Pardini (PARD3) – 24 de março
  • Lopes Brasil (LPSB3) – 24 de março
  • Panvel (PNVL3) – 24 de março
  • Equatorial (EQTL3) – 24 de março

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).