Forbes Radar: Eletrobras, JBS, Even e outros destaques corporativos

O Forbes Radar de hoje (22) destaca o resultado trimestral da Eletrobras, divulgado na noite da última sexta, reportando lucro líquido de R$ 1,27 bilhão no último trimestre de 2020. No ano, os ganhos somaram R$ 6,38 bilhões, recuo de 43% ante 2019. O conselho de administração da companhia aprovou distribuição de dividendos de 25% do lucro líquido ajustado, totalizando R$ 1,5 bilhão aos acionistas.

Enquanto o conselho de administração da Log Commercial Properties aprovou ontem (21) uma oferta primária com esforços restritos de até 21,6 milhões de ações.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Veja estes e outros destaques corporativos desta segunda-feira:

Eletrobras (ELET6)

A Eletrobras registrou lucro líquido de R$ 1,27 bilhão no último trimestre de 2020, recuo de 44% em base anual, após elevadas provisões ligadas ao chamado empréstimo compulsório e ajustes contábeis associados à térmica a carvão de Candiota 3, além de perdas na usina de Belo Monte, segundo balanço divulgado no final da noite de sexta (19).

No total do ano, os ganhos da maior elétrica da América Latina somaram R$ 6,38 bilhões, recuo de 43% ante 2019, quando os resultados também haviam sido beneficiados por impacto positivo bilionário pela venda de distribuidoras de energia deficitárias no Amazonas e Alagoas.

O Ebitda da companhia (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 299 milhões negativos entre outubro e dezembro, contra R$ 3,2 bilhões positivos no ano anterior, com margem negativa de 3%. O Ebitda recorrente, por outro lado, aumentou 46% ano a ano, para R$ 4,57 bilhões.

No ano completo de 2020, o Ebitda da Eletrobras foi de quase R$ 10,5 bilhões, recuo de 9% em base anual, enquanto o Ebitda recorrente ficou perto de 14 bilhões, baixa de 2%.

A estatal também informou que sua subsidiária Eletronorte firmou aditivo a uma cédula de crédito bancário com o Banco Bradesco no valor de R$ 1 bilhão, o que alongou o prazo de pagamento e reduziu o custo médio da dívida.

“Além disso, a operação não contará mais com a garantia da Eletrobras e não serão oferecidas outras garantias”, disse a companhia em comunicado.

O aditivo altera o prazo de amortização de 12 meses para 48 meses, com vencimento agora em março de 2025, taxa de juros reduzida para CDI + 2,15% ao ano, pagamentos mensais e juros semestrais durante a carência de 12 meses, detalhou.

O conselho de administração da Eletrobras aprovou os dividendos obrigatórios de 25% do lucro líquido ajustado, no valor de R$ 1,5 bilhão que serão distribuídos da seguinte forma:

  • R$ 152 mil serão distribuídos aos acionistas titulares de ações preferenciais da classe A, equivalente a R$ 1,03814 por ação, na data base de 31 de dezembro de 2020;
  • R$ 290 milhões serão distribuídos aos acionistas titulares de ações preferenciais da classe B, equivalente a R$ 1,03814 por papel, na data base de 31 de dezembro de 2020;
  • R$ 1 bilhão serão distribuídos aos acionistas titulares de ações ordinárias, equivalente a R$ 0,94376 por ativo, na data base de 31 de dezembro de 2020.

JBS (JBSS3)

A Justiça do Trabalho de Ji-Paraná (RO) mandou a JBS pagar R$ 20 milhões em indenização por danos morais coletivos, após um surto de coronavírus em uma unidade de bovinos da empresa, de acordo com uma cópia da decisão vista pela Reuters na sexta (19).

A decisão está relacionada à contaminação dos trabalhadores em São Miguel do Guaporé (RO), município em que a JBS é a maior empregadora. É a primeira sentença ordenando o pagamento de danos desde que o Ministério Público do Trabalho começou a propor ações civis públicas contra a empresa no ano passado, de acordo com a procuradora Priscila Schvarcz.

A JBS respondia a pelo menos 18 ações em varas trabalhistas no ano passado, à medida que o MPT buscava forçar o maior frigorífico do mundo a implementar proteções mais rígidas aos trabalhadores em várias de suas unidades pelo país.

A fábrica da JBS em São Miguel do Guaporé foi a principal fonte de contaminação e disseminação do vírus naquela cidade, disse um juiz local ao ordenar o fechamento da fábrica em maio passado.

Em decisão datada de 14 de março, o Juiz do Trabalho Edilson Cortez condenou a JBS a pagar indenização por danos de R$ 20 milhões, além de um valor estipulado em R$ 20 mil para cobrir “honorários periciais” relacionados ao processo.

SulAmérica (SULA11)

A SulAmérica comunicou que sua controlada, a Paraná Clínicas – Planos de Saúde, assinou com a Santa Casa de Misericórdia de Ponta Grossa, no Paraná, contrato para aquisição de carteira de planos privados de assistência à saúde pelo preço base de R$ 14,4 milhões.

A transação visa reforçar a posição e relevância da SulAmérica no estado do Paraná e no Sul do Brasil e, quando concluída, agregará cerca de 25 mil beneficiários à sua carteira de Saúde, reafirmando a estratégia de crescimento no segmento de Saúde e Odonto em regiões estratégicas, já impulsionada pela aquisição da própria Paraná Clínicas em setembro de 2020. No ano passado, essa carteira registrou receitas de contraprestação que totalizaram aproximadamente R$ 53 milhões.

Even (EVEN3)

A Even informou que seu conselho de administração aprovou submeter à assembleia geral da companhia a proposta de distribuição de dividendos no valor de R$ 116 milhões, sem retenção de imposto de renda na fonte.

Caso a proposta da administração seja aprovada pela assembleia, prevista para o dia 28 de abril de 2021, as ações serão negociadas ex-dividendos a partir do dia 29 de abril.

Log Commercial (LOGG3)

O conselho de administração da Log Commercial Properties aprovou ontem (21) a oferta primária com esforços restritos de até 21,6 milhões de ações, que espera precificar em 31 de março.

Considerando o preço de fechamento das ações na última sexta-feira, de R$ 31,34, a oferta pode movimentar quase R$ 677 milhões se colocados os lotes inicial (16 milhões de papéis) e adicional (5,6 milhões de papéis).

JHSF (JHSF3)

A JHSF Participações informou que a subsidiária, JHSF Real Parque, concluiu a captação da 1ª Emissão de Debêntures Simples, não conversíveis em ações, no montante total de R$ 260 milhões, com remuneração anual equivalente a 100% do CDI+2,15%, pelo prazo total de 5 anos.

As debêntures foram utilizadas para lastrear emissão de CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários), que também estão integralmente subscritos.

De acordo com a empresa, “os recursos dessa captação serão usados pela emissora no desenvolvimento de empreendimento localizada na cidade de São Paulo, em terreno que faz parte do landbank e está localizado no Entorno do Cidade Jardim, um dos três polos estratégicos em que a companhia prioriza ações de desenvolvimento imobiliário multiuso para clientes de alta renda.”

Petrobras (PETR4)

A Petrobras reduziu a produção de óleo e gás das plataformas P-40 e P-56, no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, após um surto de Coronavírus ter afetado as operações da P-38, que recebe produto de ambas as unidades, informou a companhia e a reguladora ANP, em meio a um avanço de casos da doença no setor.

De acordo com a ANP, a tripulação da P-38 foi testada para Covid-19, e os resultados confirmaram infecção em 27 pessoas. O desembarque dos funcionários foi concluído na tarde da última sexta (19).

Tesla (TSLA34)

Militares chineses proibiram os carros da Tesla de entrar em seus complexos habitacionais, alegando preocupações com a segurança das câmeras instaladas nos veículos, de acordo com duas pessoas que viram as notificações da diretiva.

O Wall Street Journal relatou que o governo chinês está restringindo o uso de carros da Tesla por militares, empresas estatais em setores sensíveis e agências importantes, pois eles poderiam ser uma fonte de vazamentos de segurança nacional. Não ficou claro se a medida vale para todas as instalações.

Os carros Tesla têm várias pequenas câmeras externas para ajudar no estacionamento e na direção autônoma. O Model 3 e o Model Y também têm câmeras embutidas no espelho retrovisor que podem ser desativadas. Segundo o Wall Street Journal, autoridades chinesas descobriram que os sensores da Tesla podem registrar imagens visuais de locais próximos.

Ford (FDMO34)

A Ford disse na última sexta (19) que, por enquanto, montará sua picape F-150 e a SUV Edge na América do Norte sem certas peças e paralisará as atividades de duas fábricas de montagem em razão da escassez global de chips semicondutores.

A montadora disse que a falta de chips, combinada com a ausência de uma peça devido a uma tempestade de inverno no centro dos EUA, a levou a montar veículos e mantê-los por várias semanas até que possam ser concluídos e despachados. O número de veículos afetados chega a milhares, disse uma porta-voz.

Os custos associados a essas ações fazem parte da previsão anterior de que os lucros deste ano podem ser atingidos em US$ 1 bilhão a US$ 2,5 bilhões devido à escassez de chips.

Facebook (FBOK34)

O regulador de concorrência do Reino Unido deve iniciar uma investigação antitruste sobre o Facebook nos próximos meses, após ações semelhantes contra o Google e a Apple no início deste ano, informou o Financial Times na sexta (19).

A Autoridade de Concorrência e Mercados investigará a maneira como o Facebook supostamente usa dados de clientes contra rivais em mídia social e publicidade online, disseram pessoas próximas ao assunto. A investigação também deve examinar a posição do Facebook de gatekeeper, com capacidade de coletar dados de usuários para aumentar vantagem sobre rivais. Representantes do Facebook não comentaram o assunto de imediato. (Com Reuters)

Calendário de divulgação dos próximos resultados:

  • Marisa (AMAR3) – 22 de março
  • Alupar Invest (ALUP11) – 22 de março

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).