Forbes Radar: IMC, Smiles, Gol, Petrobras e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (15), a Smiles e a Gol debatem fusão em assembleia nesta segunda, enquanto a Energisa anuncia planos para ampliar investimentos em 2021, para R$ 3,9 bilhões. Nas estatais, a Petrobras irá estender o mandato da sua direção executiva até a assembleia dos acionistas, marcada para 12 de abril.

Veja estas e outras notícias de negócios do dia:

IMC (MEAL3)

A International Meal Company Alimentação informou a substituição do atual diretor-presidente, Newton Salomão Alves, pelo ex-presidente global da empresa Popeyes, Alexandre de Jesus Santoro.

A transição ocorrerá em 1º de abril. O atual CEO, que estava no comando há quatro anos, ficará mais um mês para facilitar o processo de mudança.

Energisa (ENGI11)

A Energisa prevê ampliar investimentos em 2021 em quase 45%, para R$ 3,9 bilhões, disse o diretor financeiro da companhia, Maurício Botelho.

A projeção vem após aportes de R$ 2,7 bilhões em 2020, cerca de 7% abaixo dos pouco mais de R$ 2,9 bilhões estimados antes para o ano. No balanço do quarto trimestre, a Energisa disse que postergou desembolsos não essenciais para preservar caixa diante das incertezas geradas com a pandemia.

A companhia agora prevê destinar R$ 834 milhões para projetos de transmissão em andamento, com expectativa de concluir as obras de 12 a 18 meses antes dos prazos da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), disse o CFO em teleconferência sobre resultados de 2020.

O executivo disse que a empresa prevê ainda R$ 205 milhões para negócios da controlada Alsol, que atua com sistemas solares de menor porte, conhecidos como geração distribuída.

Carrefour (CRFB3)

O Carrefour foi multado em Є 1,75 milhão por pressionar fornecedores em negociações de preços de contratos anuais, afirmou o Ministério das Finanças da França.

A decisão do Tribunal de Comércio de Paris acontece após investigação sobre as práticas do Carrefour durante as negociações de preço de 2016 com fornecedores.

A investigação determinou que o Carrefour forçou fornecedores a dar descontos como pré-condição para entrarem nas negociações anuais.

O tribunal mandou o Carrefour parar com o que chamou de “práticas de restrição à competição” e determinou pagamento de multa.

O Carrefour afirmou que encerrou a prática alvo da investigação em fevereiro de 2016 e que não vai apelar da decisão.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Smiles (SMLS3) e Gol (GOLL4)

Hoje (15) acontece a assembleia da Smiles para discutir a possível incorporação da companhia com a Go. Para que seja aprovada a fusão, é necessária a aprovação de dois terços dos acionistas minoritários da Smiles.

A gestora de investimentos Moat Capital Gestão de Recursos informou a Smiles que na última sexta-feira (12) aumentou as ações ordinárias sob sua gestão, atingindo 5,58% dos papéis (6 milhões de ativos) emitidos pela Smiles.

De acordo com a Moat Capital, o aumento nas ações não tem o “objetivo de alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da companhia”.

Eletrobras (ELET6)

O Standard & Poor’s reafirmou todos os ratings (risco de crédito que se atribui a uma companhia) e as perspectivas da Eletrobras, além de ter revisado a probabilidade da companhia receber apoio governamental, em função da potencial aceleração do processo de privatização.

A agência prevê ainda um avanço mais lento na agenda de reformas para enfrentar as vulnerabilidades fiscais estruturais.

“Esperamos que a Eletrobras continue reduzindo a alavancagem por meio de vendas de ativos não essenciais e participações minoritárias em projetos. Isso deve resultar em um índice de dívida ajustada sobre Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) inferior a 5,0x e FFO (indicador do fluxo de caixa de uma empresa sobre dívida) ajustada acima de 11% nos próximos 12 meses”, explicou o S&P.

Os ratings da companhia observados pelo Standard & Poor’s:

  • Rating em moeda estrangeira: BB-/Estável
  • SACP: bb-
  • Escala Nacional Brasil: brAAA/brA-1+ Estável

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou que o mandato da sua diretoria executiva será estendido automaticamente até que o conselho de administração da empresa delibere sobre a eleição do novo presidente e diretores executivos. Os mandatos do presidente e dos diretores deveriam ser encerrados em 20 de março.

A assembleia de acionistas para escolher os novos conselheiros, incluindo o indicado para ser o novo presidente-executivo, Joaquim Silva e Luna, só ocorrerá em 12 de abril.

Fontes com conhecimento dos trâmites chegaram a dizer à Reuters que a estatal teria que ser comandada por um presidente interino, com o fim do mandato do presidente antes da assembleia.

Além de Luna, o governo indicou novos conselheiros para a Petrobras, uma vez que boa parte dos integrantes do colegiado manifestou sua intenção de deixar o grupo com a substituição de Castello Branco. Bolsonaro indicou um novo presidente-executivo para a estatal por descontentamento com a política de preços de combustíveis.

CCR (CCRO3)

A CCR informou que foi publicado no Diário Oficial da União da última sexta-feira (12), um decreto que oficializa a relicitação da concessão da rodovia federal BR-163, em específico no trecho que corta Mato Grosso do Sul. A nova licitação deverá ser realizada em um prazo máximo de 90 dias.

Caso não seja firmado o termo da BR-163, a atual concessão perderá eficácia e será extinta. O pedido de relicitação por parte da CCR ocorreu em 20 de dezembro de 2020.

A via está sob a administração da CCR MSVia (controlada indireta da CCR), que descumpriu o contrato de concessão que previa a duplicação dos 847 quilômetros da rodovia.

(Com Reuters)

Calendário de divulgação dos próximos resultados:

  • Guararapes ON (GUAR3) – 15 de março
  • Mitre Realty On (MTRE3) – 15 de março
  • Metal Leve ON (LEVE3) – 15 de março
  • Direcional ON (DIRR3) – 15 de março
  • Eletrobras (ELET3) – 15 de março

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).