Ibovespa fecha em alta com avanço da PEC Emergencial; dólar recua mais de 2% na sessão

O Ibovespa encerrou o dia subindo 1,3% aos 112.776 pontos, acompanhando o movimento positivo no exterior e a votação da PEC Emergencial na Câmara dos Deputados. Durante a sessão, o viés foi de volatilidade na Bolsa com a discussão dos destaques no texto da PEC.

A manutenção de um gatilho que interrompe contratações em estados e municípios em caso de crise fiscal (em que a despesa corrente alcance 95% da receita corrente) deu fôlego ao índice brasileiro. A medida, no entanto, deve ser paliativa, já que a rejeição do destaque foi feita mediante acordo para aprovação em segundo turno de outro destaque, que permite a promoção funcional e progressão de carreira de todos os servidores públicos mesmo em situação de crise fiscal, um dos pontos no texto criticados pela bancada de militares e policiais.

De acordo com a Agência Câmara de Notícias, das 27 unidades da Federação, apenas Rio Grande do Sul (98,27%), Minas Gerais (96,9%) e Rio Grande do Norte (95,7%) atingiram esse limite atualmente. A votação do texto deve avançar durante a noite.


No exterior, o suporte positivo também veio da agenda política e fiscal com a aprovação do pacote econômico de US$ 1,9 trilhão proposto pelo presidente Joe Biden, o maior desde a década de 1960. A aprovação na Câmara, controlada pelos democratas, foi realizada sem qualquer apoio republicano após semanas de debates partidários e disputas no Congresso. De acordo com a Casa Branca, Biden planeja sancionar o projeto nesta sexta (12).

Com o resultado, o Dow Jones encerrou o dia em novas máximas, aos 32.297 pontos, alta de 1,46% na sessão. O índice de blue chips teve suporte ainda de dados da inflação nos EUA em fevereiro, em alta de 0,4% no mês e de 1,7% nos últimos doze meses, em linha com as projeções do mercado e afastando temores de inflação acima dos 2% no país.

O dólar fechou em forte queda contra o real nesta quarta, recuando 2,41% e negociado a R$ 5,65 na venda, na maior queda percentual diária em seis semanas, acompanhando a fraqueza da divisa norte-americana ao redor do mundo e refletindo duas intervenções do Banco Central na sessão.

O Banco Central ofertou US$ 1 bilhão em swaps cambiais tradicionais pela manhã e, na parte da tarde, anunciou a venda adicional de US$ 405 milhões no mercado spot. De acordo com operadores, os leilões inesperados sinalizam preocupação do BC com a escalada do dólar em meio ao contexto de avanço da inflação, bem como uma correção na percepção de risco do país com a tramitação da PEC Emergencial. (Com Reuters)

DESTAQUES DO IBOVESPA

Maiores Altas
EMBR3: +11,99% a R$ 13,82
VVAR3: +10,29% a R$ 12,11
GOLL4: +9,92% a R$ 21,49
CVCB3: +9,82% a R$ 16,33
COGN3: +8,00% a R$ 4,05

Maiores Baixas
SUZB3: -5,46% a R$ 74,86
MRFG3: -4,83% a R$ 15,16
TOTS3: -4,74% a R$ 28,12
PRIO3: -4,39% a R$ 94,40
KLBN11: -4,03% a R$ 29,28

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).