Ericsson sinaliza risco de perder participação de mercado em 5G na China

d3sign/Getty Images
d3sign/Getty Images

A empresa informou que, embora tenha sido convidada para vários processos de licitação, o resultado final permanece incerto

A Ericsson disse hoje (24) que pode obter uma participação menor no lançamento de 5G da China do que sua participação no mercado de infraestrutura de telecomunicações atual, em parte por causa de uma briga sobre a exclusão de fornecedores chineses das redes ultrarrápidas na Suécia.

O aviso foi incluído em um prospecto atualizado para investidores, relacionado à emissão pela Ericsson de um título de 8 anos sem garantia de € 500 milhões. A Ericsson informou que, embora tenha sido convidada para vários processos de licitação em andamento na China, o resultado final permanece incerto.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“A avaliação atual da empresa é de que aumentou o risco de que a Ericsson, nessas licitações, receba uma participação de mercado significativamente menor do que sua participação de mercado atual”, afirmou em comunicado.

O governo sueco proibiu em outubro a Huawei de fornecer equipamentos 5G devido a questões de segurança. A Huawei entrou com um processo para anular a decisão e uma decisão é esperada nas próximas semanas, potencialmente impactando as perspectivas da Ericsson na China. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).