Minério de ferro tem leve queda, enquanto China promete reforçar controles de preços

Jim Regan/Reuters
Jim Regan/Reuters

O contrato mais negociado na bolsa de commodities de Dalian encerrou em baixa de 0,1%, a US$ 165,18 por tonelada

Os futuros do minério de ferro na China tiveram leve recuo hoje (25), enquanto o aço também caiu, em meio a negociações voláteis após um alerta da China contra a acumulação de estoques e a especulação nesses mercados que deixou investidores em alerta.

Após afirmar que não iria tolerar manipulações e especulações em mercados de commodities, buscando esfriar um forte rali nos preços, a China, maior consumidora de metais, prometeu fortalecer controles de preços de materiais-chave nos próximos cinco anos, incluindo minério de ferro.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O contrato mais negociado do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para entrega em setembro, encerrou em baixa de 0,1%, a 1.058 iuanes (US$ 165,18) por tonelada.

O minério de ferro em Dalian recuou ao menor nível em seis semanas ontem (24), após regulador es estatais chineses terem alertado empresas de metais para que mantenham a “ordem normal do mercado”.

Os preços spot do minério de ferro recuaram na última segunda-feira, com o minério de referência, de 62% de teor, sendo negociado a US$ 192,50 por tonelada, 17% abaixo do recorde de US$ 232,50 atingido na semana anterior, segundo dados da consultoria SteelHome.

“A maior fiscalização dos mercados futuros de commodities por agências do governo chinês deve limitar novos ralis especulativos por enquanto”, disse Atilla Widnell, diretor da Navigate Commodities. O vergalhão de aço para construção na bolsa de futuros de Xangai caiu 0,7%.

“O advento da estação das monções no sul da China e as altas temperaturas no norte podem moderar a atividade de construção e o consumo de aço associado nos próximos meses”, disse Widnell. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).