Forbes Radar: Gerdau, Camil, Petrobras, Santander e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (14), a Camil comprou a marca Seleto da JDE Brasil, proprietária as marcas de café Pilão, Do Ponto e Pelé, enquanto o Santander adquiriu 70% de plataforma mexicana Mercadotecnia, Ideas y Tecnología. Os valores das operações não foram informados.

Ao mesmo tempo, a Totvs anunciou uma oferta restrita de ações com distribuições primária, já a AES Brasil está estudando a possibilidade de realizar uma oferta e a Captalys pediu registro para um IPO na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Totvs (TOTS3)

A empresa de tecnologia e produtos de crédito Totvs anunciou ontem (13) oferta restrita de ações com distribuições primária de até 64.795.500 papéis, que espera precificar em 21 de setembro, segundo fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Considerando a cotação de fechamento da última sexta-feira (10), de R$ 38,20, o follow-on totaliza R$ 2,475 bilhões, se considerados a oferta base (39.270.000 ações) e o lote adicional (até 25.525.500 ações).

A Totvs pretende investir os recursos com a oferta especialmente em potenciais aquisições de empresas alinhadas com a estratégia de construção de um ecossistema de tecnologia em três dimensões – Gestão, Techfin e Business Performance.

Gerdau (GGBR4)

O Grupo Gerdau estimou ontem (13) um efeito positivo de aproximadamente R$ 1,5 bilhão nos resultados da companhia, da holding e de uma subsidiária no terceiro trimestre, relacionado a processo para ressarcimento de perda incorrida com o chamado empréstimo compulsório envolvendo a Eletrobras.

Conforme fato relevante à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), Gerdau, Metalúrgica Gerdau e Seiva tomaram conhecimento no último dia 10 que a elétrica estatal fez pagamento judicial do valor da condenação determinada pelo Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, de R$ 1,5 bilhão, devidamente acrescidos de encargos de mora e de sucumbência.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

AES Brasil (A1ES34)

A administração da AES Brasil está estudando a possibilidade de realizar uma oferta pública de distribuição com esforços restritos de colocação de ações de sua emissão, de acordo com fato relevante publicado ontem (13), que não traz detalhes sobre montantes.

Entre os bancos engajados no processo estão Bradesco BBI, Itaú BBA, Banco de Investimentos Credit Suisse, Santander e HSBC.

A AES Brasil possui uma estratégia focada no crescimento e diversificação de portfólio por meio de desenvolvimento de projetos de fontes complementares à hídrica, com contratos de longo prazo.

O portfólio de ativos da companhia conta com uma capacidade instalada total de 4,4 GW, sendo 2.658,4 MW de energia hídrica, 1.435,9 MW eólica e 294,1 MW solar.

Mercado Livre (MELI34)

O Mercado Livre e o fundo de capital de risco Kaszek anunciaram ontem (13) a criação de um negócio conjunto para investir em negócios digitais na América Latina.

A companhia, batizada de Meli Kaszek Pioneer, já tem um pedido de registro na SEC (Securities and Exchange Comission) para IPO (oferta inicial de ações) de 25 milhões de ações ordinárias Classe A a US$ 10 cada.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras assinou um acordo com a Gerdau para fornecer gás natural à unidade da companhia em Ouro Branco (MG), no primeiro contrato fechado pela petroleira no ambiente livre de comercialização, em meio à abertura do mercado.

Em nota à imprensa, a Petrobras informou que o início do fornecimento está previsto para ocorrer em 1º de janeiro de 2022. No entanto, não informou valores ou os volumes a serem negociados com a siderúrgica.

O fornecimento à Gerdau deverá ocorrer ainda após a celebração de contrato de serviço de distribuição entre a Gerdau e a respectiva companhia distribuidora local, em consonância com a evolução legal e regulatória do mercado de gás natural de Minas Gerais, disse a petroleira.

No Brasil, historicamente, os agentes contratam o gás a ser consumido por meio de distribuidoras, que em sua maioria compram o insumo da Petrobras.

Mas o governo vem trabalhando para haver maior flexibilidade, permitindo a negociação direta com produtores, como forma de ampliar a competição, investimentos e eventualmente reduzir preços.

A Petrobras acrescentou que o contrato faz parte da carteira de novos produtos lançados em 2021, que oferece aos seus clientes novas condições comerciais, possibilitando-lhes uma melhor gestão de seu portfólio de compras de gás.

A Gerdau é associada a Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres), que lançou na semana passada uma chamada pública para a contratação direta de gás com produtores.

O volume total da chamada pública soma 6,3 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural, com contratos a partir de 2022, afirmou à Reuters na ocasião o gerente de Gás Natural da entidade, Adrianno Lorenzon. Participam da chamada cerca de 15 agentes associados a Abrace.

Captalys

A Captalys pediu registro para um IPO (Oferta Pública Inicial), em busca de recursos para expandir sua plataforma digital de infraestrutura de crédito organicamente e via aquisições.

Fundada em 2010, a Captalys intermedeia operações de crédito para empresas brasileiras de médio porte. Seu modelo usa um software para originar, precificar operações de empréstimos, além de infraestrutura para cobrança e gestão dos créditos, que são empacotados e vendidos do mercado de capitais.

No prospecto preliminar da oferta, a companhia afirma ter quatro milhões de tomadores de crédito de 70 setores econômicos, e processa mensalmente R$ 1,8 bilhão em empréstimos.

A companhia tem cerca de 350 funcionários e é liderada pela empresária nascida nos Estados Unidos Margot Greenman. No primeiro semestre de 2021, teve receita operacional líquida de R$ 43,77 milhões.

Na oferta, que será coordenada por BTG Pactual, Itaú BBA e Credit Suisse, atuais acionistas da Captalys também venderão uma fatia no negócio.

BRF (BRFS3)

A BRF informou o investimento de R$ 51 milhões em sua fábrica na cidade de Marau, no norte do Rio Grande do Sul. O aporte tem o objetivo de ampliar a unidade de produção de salsichas.

O valor integra o aporte de R$ 171 milhões anunciado pela companhia.

Santander (SANB11)

O Santander anunciou a compra de 70% de plataforma mexicana Mercadotecnia, Ideas y Tecnología (MIT), unindo-a ao seu braço de pagamentos Getnet, que se prepara para uma oferta inicial de ações na Nasdaq.

Em comunicado, o Santander afirmou que a MIT seguirá desenvolvendo soluções para pagamentos e poderá exportar seus negócios para outros países.

Fundada em 2004, a MIT tem mais de 35 mil clientes e 125 mil terminais de pagamentos (POS), com 10% do setor no México.

Já a Getnet também atua no México, Chile, Argentina, Uruguai, além de seu principal mercado, o Brasil, onde é a terceira maior, atrás de Cielo e Rede, do Itaú Unibanco.

Recentemente, a PagoNxt, braço do Santander para pagamentos, anunciou planos de expansão da Getnet em 30 países europeus, com expectativa de dobrar o número de transações digitais entre 2020 e 2025, chegando a US$ 10 trilhões.

Odontoprev (ODPV3)

A Odontoprev aprovou o pagamento de JCP (Juros sobre Capital Próprio) relativo ao terceiro trimestre de 2021, no montante de R$ 13,5 milhões. O valor líquido por ação é de R$ 0,02201. O pagamento ocorrerá em 6 de outubro.

“Devido ao programa de recompra em vigor, o valor do provento por ação poderá ser alterado”, informou a companhia via fato relevante.

Eternit (ETER3)

A Eternit afirmou que foi realizado o pagamento integral dos créditos detidos pelos credores concursais da Opção A da Classe III, no montante de R$ 8,3 milhões, em cumprimento ao plano de recuperação judicial da companhia.

SLC Agrícola (SLCE3)

A SLC Agrícola aprovou ontem (13) um novo plano de recompra de ações, que possui o objetivo de maximizar a geração de valor para o acionista. A companhia poderá adquirir 2 milhões de ativos. A operação foi avaliada em R$ 89 milhões.

Carrefour Brasil (CRFB3)

O Carrefour Brasil assinou mais um contrato de empréstimos com bancos no valor de até R$ 2 bilhões, com vencimento em até três anos.

Sanepar (SAPR4)

A Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) informou que prorrogou por 90 dias a cobrança de contas de água e esgoto para clientes registrados na tarifa social. A companhia justificou que esse movimento foi feito para amenizar o prejuízo econômico deixado pela pandemia do coronavírus. O valor mensal adquirido na tarifa social é de R$ 3,5 milhões.

Camil (CAML3)

A Camil comprou as marcas de café compostas do pelo termo “Seleto” da JDE Brasil, proprietária as marcas de café Pilão, Do Ponto e Pelé. Os valores da transação não foram divulgados, e para a aprovação é necessário o aval do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Em fato relevante, a companhia informou que a operação está alinhada com a estratégia da Camil ampliar o seu portfólio, estreando suas operações no mercado de café.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).