Wall Street abre em baixa com reunião do Fed no radar

A aposta do mercado é de que o banco central indicará uma redução mais rápida das compras de ativos.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


As bolsas de Nova York abriram hoje (13) em queda, com investidores se preparando para a reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, na quarta-feira (15).

A aposta do mercado é de que o banco central indicará uma redução mais rápida das compras de ativos e um início mais precoce do aumento das taxas de juros. Pesquisa da Reuters com economistas mostrou que o banco deverá aumentar as taxas de juros de quase zero para a faixa entre 0,25% e 0,50% no terceiro trimestre do ano que vem, em movimento seguido por outra elevação no quarto trimestre.

Às 12h10 de Brasília, o Dow Jones caía 0,70%, a 35.720 pontos; o S&P 500 recuava 0,43%, a 4.690 pontos; e o Nasdaq registrava perdas de 0,23%, a 15.595 pontos.

As ações de grandes empresas de tecnologia como Meta Platforms (ex-Facebook) (META), Microsoft (MSFT), Netflix (NFLX) e Alphabet (GOOGL) subiam entre 0,2% e 0,9%, enquanto a Apple (AAPL) ganhava 1,23%. As ações da empresa receberam impulso depois que o JPMorgan elevou o seu preço-alvo para o valor mais alto de Wall Street. A companhia está prestes a se tornar a primeira empresa do mundo a atingir US$ 3 trilhões em valor de mercado.

O dólar opera em alta de 0,55%, negociado a R$ 5,6452, com a possibilidade de aumento antecipado dos juros nos Estados Unidos impulsionando a procura pela moeda norte-americana. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: