Mercados precificam riscos geopolíticos, mas prêmio pode aumentar mais, diz Goldman Sachs

O banco estima ainda desconto nos Treasuries de dez anos de 25 pontos básicos.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

O banco Goldman Sachs avalia que há espaço para que os prêmios subam mais em todos os setores

Acessibilidade


Os mercados globais já estão precificando riscos geopolíticos fortes, mas existe espaço para que os prêmios subam mais em todos os setores se houver um conflito entre Rússia e Ucrânia, disseram estrategistas do Goldman Sachs em nota divulgada hoje (21).

Os níveis atuais do mercado indicam que desconto de 5% já está precificado nas ações dos EUA, enquanto o mercado europeu carrega desconto geopolítico de 8%, escreveu o Goldman.

LEIA TAMBÉM: Bolsa de Valores hoje: Ibovespa sobe puxado por commodities e dólar cai abaixo de R$ 5,10

O banco estima ainda desconto nos Treasuries de dez anos de 25 pontos básicos e de 2% no euro.

O Goldman disse que o ouro está sendo negociado com prêmio de 5%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Embora esses descontos possam evaporar se as tensões diminuírem, um aumento delas vai ampliar ainda mais o prêmio do risco geopolítico, disseram os estrategistas, baseando suas estimativas para quedas do mercado global em quanto o rublo se depreciaria.

“Com essa base, o rublo ainda está mais de 10% distante de seu nível máximo de desvalorização das últimas duas décadas”, disseram os analistas Dominic Wilson, Ian Tomb e Kamakshya Trivedi.

“Esse provavelmente seria um referencial conservador, no entanto, dado que essa última desvalorização aconteceu em 2014/16, em um momento de queda dos preços do petróleo e balanços externos fracos.”

Nesse cenário, as ações dos EUA cairiam mais de 6% e as da Europa perderiam mais de 9%, disse o banco de investimento norte-americano.

Compartilhe esta publicação: