Aliansce Sonae insiste em fusão com brMalls e aumenta oferta; veja os destaques do Radar

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (14), a Aliansce Sonae informou que aumentará o preço da proposta original de fusão com a brMalls, e oferecerá aos acionistas da empresa pagamento em dinheiro no valor de R$ 1,850 bilhões, e entrega de 276,7 milhões de ações de sua emissão.

Já o Banrisul informou que foi deliberado o pagamento de JCP (juros sobre o capital próprio) referente ao primeiro trimestre de 2022, no valor total de R$ 136,5 milhões.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Veja esses e outros destaques corporativos do dia:

Aliansce Sonae (ALSO3)

A Aliansce Sonae informou que aumentará o preço da proposta original de fusão com a brMalls, e oferecerá aos acionistas da empresa pagamento em dinheiro no valor de R$ 1,850 bilhões – um aumento de R$ 500 milhões em relação ao valor originalmente proposto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A empresa também realizará pagamento com a entrega de 276,7 milhões de ações de emissão de ALSO, representativas de 51,08% do capital social da companhia combinada.

Portanto, essa nova proposta representa um acréscimo de 10,9% em relação ao valor da proposta original, e 16,1% em relação ao valor de cotação das ações de emissão da brMalls, no dia anterior à divulgação da combinação de negócios ao mercado.

Banrisul (BRSR6)

O Banrisul informou que foi deliberado o pagamento de JCP (juros sobre o capital próprio) referente ao primeiro trimestre de 2022, no valor total de R$ 136,5 milhões, sendo que o valor bruto unitário por tipo e classe de ação será de R$ 0,3338 por ação ON, R$ 0,3338 por ação PNA e R$ 0,3338 por ação PNB.

Serão beneficiados os acionistas que estiverem inscritos nos registros da sociedade na data de 16 de março de 2022.

Gol (GOLL4)

A Gol registrou prejuízo líquido de R$ 2,8 bilhões no quarto trimestre de 2021, revertendo lucro de R$ 16,6 milhões no mesmo período de 2020.

A empresa afirmou que o resultado veio em decorrência, principalmente, do investimento necessário para retornar as aeronaves e motores ociosos para operação, além da depreciação do real frente ao dólar em 3,5%.

IRB Brasil (BAHI3)

O IRB Brasil cancelou o pagamento de dividendos aos acionistas posicionados no dia 14 de agosto de 2020.

A empresa afirmou que a totalidade do saldo da reserva especial de dividendo obrigatório declarado e não pago, constituída por ocasião da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da companhia realizada em 31 de julho de 2020, foi absorvida por prejuízos apurados pela companhia em exercícios sociais posteriores.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras adiou para sexta-feira (18), após o fechamento do mercado, a divulgação dos resultados referentes ao quarto trimestre de 2021. Originalmente, a divulgação ocorreria hoje.

Segundo a empresa, o adiamento se deu em razão do processo de conclusão e revisão das demonstrações financeiras não estar finalizado.

Eletromidia (ELMD3)

A Eletromidia informou que foi acordado, com efeitos a partir de 1° de abril de 2022, a eleição de Alexandre Guerrero Martins, atual diretor comercial, para o cargo de diretor presidente, em substituição a Eduardo Azevedo Marques de Alvarenga, que passa a ser membro do conselho de administração da companhia.

International Meal Company (MEAL3)

A International Meal Company anunciou que foi aprovada a 1ª emissão de notas comerciais da companhia. A distribuição será pública e ocorrerá em série única, com esforços restritos, em quantidade total equivalente a 75 mil notas, com valor nominal unitário de R$ 1 mil.

O montante agregado será de R$ 75 milhões. Os recursos obtidos pela companhia por meio da integralização das notas comerciais, serão destinados à gestão de passivos.

Compartilhe esta publicação: