BSBIOS vê queda de 73% no lucro de 2021, mas faturamento avança 64%

A empresa registrou lucro líquido de R$ 83,5 milhões no ano passado.

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A produtora de biodiesel BSBIOS registrou lucro líquido de R$ 83,5 milhões no ano passado, uma queda de 73,2% no comparativo anual, enquanto o faturamento subiu 64% no período para R$ 8,7 bilhões, informou a empresa hoje (19)

Em 2021, a demanda foi menor que o previsto, devido à redução nos percentuais de mistura obrigatória do biodiesel ao diesel, disse a companhia em nota.

LEIA TAMBÉM: Exportação de carne suína do Brasil sofre com maior produção da China

O cronograma brasileiro estimava 13% de mistura de biodiesel (B13) e este valor oscilou entre 10% e 13%, por decisão governamental diante da alta dos custos de matérias-primas, como a soja.

“Esse panorama desafiador foi enfrentado com um processo de mobilização e convencimento do setor para demonstrar a consumidores e agentes públicos a importância cada vez maior do biocombustível para superar o desafio da mobilidade sustentável e da descarbonização dos transportes”, disse o CEO da BSBIOS, Erasmo Carlos Battistella, em nota.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com uma produção de biodiesel de 895.463 metros cúbicos (18,5% superior a 2020), a empresa atingiu um “market share” no Brasil de 13,2%, mantendo-se na posição de maior produtora do biocombustível do país pelo quarto ano consecutivo.

As unidades de produção de biodiesel em Passo Fundo (RS) e em Marialva (PR) receberam incremento de 13% em suas capacidades produtivas, chegando a 936 milhões de litros de biodiesel/ano.

A empresa disse que o ano de 2021 foi marcado por eventos importantes de governança: a companhia passou a ser controlada 100% pela ECB Group Holding.

A BSBIOS passou a controlar a BSBIOS Paraguay, a BSBIOS São Paulo e a BSBIOS Switzerland.

Compartilhe esta publicação: