Produção industrial alemã cai mais do que o esperado em março

BERLIM (Reuters) – A produção industrial alemã caiu mais do que o esperado em março, pois as restrições relacionadas à pandemia e a guerra na Ucrânia afetara as cadeias de abastecimento, dificultando o atendimento de.

Compartilhe esta publicação:

BERLIM (Reuters) – A produção industrial alemã caiu mais do que o esperado em março, pois as restrições relacionadas à pandemia e a guerra na Ucrânia afetara as cadeias de abastecimento, dificultando o atendimento de encomendas, mostraram dados oficiais nesta sexta-feira.

Acessibilidade


A Agência Federal de Estatísticas disse que a produção industrial caiu 3,9% no mês, após um aumento de 0,1% revisado para baixo em fevereiro. Pesquisa da Reuters havia apontado uma queda de 1,0% em março.

A última vez que houve um declínio mais acentuado foi no início da crise do coronavírus, em abril de 2020, disse a agência.

O economista-chefe do Commerzbank, Joerg Kraemer, disse que, devido à fraqueza da indústria, a economia alemã provavelmente estagnará no segundo trimestre, apesar do alívio nas restrições contra a pandemia.

“O ambiente econômico continua excepcionalmente difícil”, disse a economista da LBBW Jens-Oliver Niklasch

No lado da oferta, os preços altos das matérias-primas e as rupturas na cadeia de abastecimento estão dificultando a vida da indústria, enquanto a inflação e a guerra pesam no lado da demanda, acrescentou Niklasch.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A indústria, excluindo energia e construção, viu a produção cair 4,6% em março, de acordo com a agência de estatísticas.

As empresas industriais receberam 4,7% menos encomendas em março – a queda mensal mais acentuada desde outubro passado – impulsionada principalmente por uma redução nos pedidos vindos do exterior.

Compartilhe esta publicação: