Neoenergia tem lucro líquido de R$ 1,07 bilhões no 2º trimestre

A receita da Neoenergia, por sua vez, subiu 1% no período, para R$ 9,64 bilhões

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Neoenergia reportou hoje (26) um lucro líquido de R$ 1,07 bilhão entre abril e junho, o que corresponde a uma alta de 7% em relação a igual período de 2021.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia elétrica alcançou R$ 3,23 bilhões no segundo trimestre, 40% maior na comparação anual.

A receita da Neoenergia, por sua vez, subiu 1% no período, para R$ 9,64 bilhões.

Em nota, a companhia controlada pela espanhola Iberdrola disse que manteve “crescimento financeiro sustentável” no período, e destacou o aumento do volume de investimentos, com foco na expansão do portfólio de geração de energia renovável e de redes de distribuição.

Entre janeiro a junho, os investimentos (Capex) da Neoenergia somaram R$ 4,6 bilhões, cifra 30% maior do que a registrada em igual período de 2021.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No segmento de geração renovável, a elétrica disse que sua produção de energia eólica aumentou 123,77% no segundo trimestre ante igual período de 2021, chegando a 917 GWh (gigawatts-hora). Os resultados foram impulsionados pela entrada em operação, no ano passado, do complexo eólico Chafariz, na Paraíba.

Já no segmento de redes, que compreende as cinco distribuidoras do grupo, a Neoenergia disse que as concessionárias continuaram melhorando a qualidade do fornecimento de energia.

O destaque foi a Neoenergia Brasília, última distribuidora incorporada ao grupo, que passou a cumprir os limites regulatórios de FEC (frequência de interrupção de energia) e reduziu o percentual de perdas de energia pelo sexto trimestre consecutivo.

Compartilhe esta publicação: