Amazon, Meta e Twitter desistem de comparecer a evento de tecnologia CES por temor com Ômicron

Outras empresas já planejavam participar do evento de forma virtual, entre elas a fabricante de chips Nvidia.

Da Reuters
Compartilhe esta publicação:
Abhishek N. Chinnappa/Reuters
Abhishek N. Chinnappa/Reuters

A Amazon e sua unidade de casa inteligente, Ring, disseram que não estarão presentes in loco no evento

Acessibilidade


A Amazon, a Meta, o Twitter e o Pinterest não enviarão equipes para a CES (Consumer Electronics Show) em Las Vegas, conforme crescem as preocupações com a variante Ômicron do coronavírus, disseram as empresas na terça-feira.

A Amazon e sua unidade de casa inteligente, Ring, disseram que não estarão presentes in loco no evento, que ocorre no próximo mês, devido à “situação de rápida mudança e incerteza em torno da variante Ômicron”, disse um porta-voz da empresa à Reuters por e-mail. A decisão da Amazon e da Ring de não comparecer presencialmente ao evento foi relatada inicialmente pela Bloomberg News.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A Consumer Technology Association, que dirige a CES, disse ontem (21) que o evento acontecerá de 5 a 8 de janeiro, com protocolos que incluem a vacinação obrigatória, o uso de máscaras e a disponibilidade de testes para covid-19.

O Twitter havia planejado enviar alguns funcionários para participação em painéis. No entanto, tanto o Twitter quanto o Facebook disseram que agora estão explorando oportunidades online.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Já o Pinterest, antes de cancelar sua presença, planejava ocupar um espaço menor do que em anos anteriores com suas equipes de vendas e parceiros.

Mas muitas empresas, como a Qualcomm, Sony e as companhias da Alphabet Google e Waymo informaram que estarão na conferência.

Na terça-feira, a General Motors reiterou que sua presidente-executiva Mary Barra vai apresentar a picape elétrica Silverado e discutir a estratégia da empresa presencialmente na CES em 5 de janeiro.

Outras empresas já planejavam participar do evento de forma virtual, entre elas a fabricante de chips Nvidia, que terá dois executivos fazendo um discurso de abertura por vídeo.

Compartilhe esta publicação: