Sites da Americanas saem do ar após detecção de potencial ameaça cibernética

A varejista identificou riscos de "acesso não autorizado" no fim de semana.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Americanas/Divulgação
Americanas/Divulgação

Sites da Americanas ainda estavam fora do ar na manhã de hoje (21)

Acessibilidade


A varejista Americanas teve que suspender parte dos servidores de sua plataforma de comércio eletrônico, depois de identificar riscos de “acesso não autorizado” no fim de semana, segundo informou ao mercado.

Ela disse, em comunicados, que os servidores foram atingidos inicialmente na madrugada de sábado. A empresa conseguiu restaurar o acesso a seus sites à tarde, mas teve que derrubá-los novamente no domingo após outro caso de acesso não autorizado.

VEJA TAMBÉM: Especialistas alertam para os principais ataques cibernéticos de 2022

“A companhia atua com recursos técnicos e especialistas para avaliar a extensão do evento e normalizar com segurança o ambiente de e-commerce o mais rápido possível”, disse a Americanas, acrescentando que suas lojas físicas não foram afetadas.

Os sites de propriedade da Americanas, Americanas.com.br e Submarino, ainda estavam fora do ar na manhã de hoje (21).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: