Perspectivas de clima quente e seca causam rali no milho, soja e trigo em Chicago

Cortes nas expectativas para a safra na América do Sul acrescentaram suporte aos preços.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

Nos Estados Unidos, o milho é a principal matéria-prima para fabricação de etanol

Acessibilidade


Os contratos futuros do milho, soja e trigo cotados nos Estados Unidos tiveram um rali hoje (1), apoiado por preocupações de que as colheitas poderão sofrer com clima adverso durante as próximas semanas.

“Os grãos saltaram além dos limites ontem à noite e permaneceram em alta de dois dígitos… com previsões do clima se tornando quente e seco pelo meio do mês” afirmou o economista chefe de commodities na StoneX, Arlan Suderman, em uma nota a clientes.

LEIA MAIS: Exportação de soja do Brasil sobe 16% em maio e supera 50 milhões de toneladas no ano

Cortes nas expectativas para a safra na América do Sul acrescentaram suporte aos preços.

A consultoria brasileira AgRural anunciou nesta terça-feira uma previsão de redução da segunda safra de milho do país, devido ao clima extremamente seco, acrescentando que a produtividade pode atingir uma mínima de cinco anos nesta temporada.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Um rali no petróleo também impulsionou o mercado de grãos a aumentar a perspectiva de uma maior demanda por biocombustível. Nos Estados Unidos, o milho é a principal matéria-prima para fabricação de etanol.

Os futuros do milho para julho negociado em Chicago avançaram US$ 0,32 para US$ 6,8875 o bushel.

A soja para julho fechou em alta de US$ 0,18, a US$ 15,4850 e o trigo soft vermelho de inverno para julho subiu US$ 0,30 a US$ 6,9350 o bushel.

O trigo de primavera para entrega em julho avançou US$ 0,44, para US$ 7,7150 o bushel. (Com Reuters)


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: