Índia corta imposto de importação de óleo de palma refinado para acalmar preços

Os cortes de impostos tornariam o óleo de palma refinado mais atraente para os compradores indianos do que o óleo de palma bruto.

Da Reuters
Compartilhe esta publicação:
Y.T Haryono/Reuters
Y.T Haryono/Reuters

Produção de óleo de palma em Serdang Bedagai, Indonésia

Acessibilidade


A Índia reduziu hoje (21) o imposto de importação básico sobre o óleo de palma refinado de 17,5% anteriormente para 12,5%, disse o governo em comunicado, enquanto o maior comprador mundial de óleo vegetal tenta aliviar os aumentos de preços quase recordes.

Os cortes de impostos tornariam o óleo de palma refinado mais atraente para os compradores indianos do que o óleo de palma bruto e aumentaria os embarques de qualidade refinada da Malásia e da Indonésia, disseram traders.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Após o corte, as importações de óleo de palma refinado estarão sujeitas a um imposto de 13,75% no total, incluindo a Taxa de Infraestrutura Agrícola e Desenvolvimento (AIDC, na sigla em inglês) e outros impostos, abaixo dos 19,25% anteriores.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: