3 novos hotéis luxuosos de esqui na Europa

Courmayeur fica situada no lado italiano do túnel do Mont Blanc, que se conecta a Chamonix, na França.

Talvez você seja uma daquelas pessoas que detesta o inverno, mas, para esquiadores e snowboarders, três meses da estação mais fria do ano nunca são suficientes. Principalmente aqueles interessados em hospedagens de luxo na Europa ávidos por conhecer novas alternativas.

LEIA MAIS: Conheça os melhores hotéis para esquiar nos EUA

Veja, na galeria abaixo, 3 hotéis que abriram as portas neste último inverno europeu:

  • Daria-I Nor, Alpe d’Huez, França

    Hotéis cinco estrelas nos Alpes não surgem todos os anos, e é por isso que Daria-I Nor se destaca na estância francesa Alpe d’Huez. Da mesma rede do Hotel Koh-I Nor, em Val Thorens, e do Hotel Taj-I Mah in Arc 2000, em Bourg-Saint-Maurice, o novo estabelecimento conta com 46 quartos e suítes, incluindo alguns duplex, com paredes de madeira aquecidas, mantas felpudas e estilo simples e delicado, típico dos frances – que parecem tê-lo dominado. Localizado próximo aos teleféricos de Les Bergers, o hotel possui acesso direto às pistas de esqui. Além de um spa de, aproximadamente, 800 metros quadrados, a propriedade ainda possui duas piscinas, duas saunas, um hammam (banho turco), uma jacuzzi, um solário e um lounge com lareira. O hotel dispõe de dois restaurantes: o L’Améthyste, mais gourmet, com vistas espetaculares da montanha, e o Table de Daria, um pouco mais descontraído, com receitas típicas da região montanhosa. As diárias são de US$ 415 nos quartos mais simples, com café da manhã incluso.

  • Le Cerf Amoureux, Megève, França

    A cidade francesa de esqui Megève poderia, facilmente, ser um dos distritos de Paris, de tão parisienses que são seus hóspedes, seus hábitos e seus gostos são. A família Rothschild estabeleceu seu legado na cidade há várias gerações, mas a estação de esqui perto do Mont Blanc está ficando mais moderna. Prova disso é o Le Cerf Amoureux, que tem uma aparência discreta de chalé, com madeira branqueada, tecidos neutros e minimalismo rústico. A propriedade é um projeto da hoteleira parisiense Lisa Konckier, responsável pelo Hotel de Nell, localizado na capital francesa.

    O hotel tem apenas 12 quartos, que contam com detalhes como persiana e teto de duas águas. A vista para o Mont Blanc é um luxo para os visitantes. Antiguidades como cômodas vintage foram colocadas nos quartos, e trenós antigos estilo Davos servem como mesas. Um estúdio de ioga, um spa e uma sala de triagem oferecem relaxamento aos clientes pós-esqui. Os quartos da propriedade contam com preços a partir de US$ 230 por dia.

  • Hotel Le Massif, Courmayeur, Itália

    Courmayeur fica situada no lado italiano do túnel do Mont Blanc, que se conecta a Chamonix, na França. O Hotel Le Massif está localizado no centro da cidade, a poucos minutos dos teleféricos. Como parte de uma das principais bandeiras do mundo, o local foi projetado pelos arquiteto italiano Fabrizio Gandolfo e pelo Inart Studio.

    A decoração dos 78 quartos e suítes faz uso de painéis de madeira e pedra, o que oferece um resultado de muito bom gosto. O hotel conta com um concierge de esqui, um spa, dois bares e dois restaurantes: um mais gourmet, o Cervo Rosso Steakhouse, e um mais casual, o Chetif. Uma estadia no hotel dá direito a outros privilégios, como acesso prioritário ao elegante restaurante e clube à beira das montanhas, o La Loge du Massif. Os preços começam em US$ 400 por noite.

Daria-I Nor, Alpe d’Huez, França

Hotéis cinco estrelas nos Alpes não surgem todos os anos, e é por isso que Daria-I Nor se destaca na estância francesa Alpe d’Huez. Da mesma rede do Hotel Koh-I Nor, em Val Thorens, e do Hotel Taj-I Mah in Arc 2000, em Bourg-Saint-Maurice, o novo estabelecimento conta com 46 quartos e suítes, incluindo alguns duplex, com paredes de madeira aquecidas, mantas felpudas e estilo simples e delicado, típico dos frances – que parecem tê-lo dominado. Localizado próximo aos teleféricos de Les Bergers, o hotel possui acesso direto às pistas de esqui. Além de um spa de, aproximadamente, 800 metros quadrados, a propriedade ainda possui duas piscinas, duas saunas, um hammam (banho turco), uma jacuzzi, um solário e um lounge com lareira. O hotel dispõe de dois restaurantes: o L’Améthyste, mais gourmet, com vistas espetaculares da montanha, e o Table de Daria, um pouco mais descontraído, com receitas típicas da região montanhosa. As diárias são de US$ 415 nos quartos mais simples, com café da manhã incluso.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).