Baselworld terá 3 relógios feitos com o diamante mais raro do mundo

Foto Reprodução Forbes
Relógios são feitos inteiramente à mão e contam com aproximadamente 25 quilates de diamantes amarelos

 

Durante a edição 2019 da Baselworld, que começa amanhã (21) e vai até o dia 26, em Basel, na Suíça, a Graff Diamond exibirá três incríveis relógios da linha Fancy Vivid Yellow Diamond. Os diamantes amarelos são extremamente raros – mais do que os brancos. Para serem fixados em um relógio, ou em qualquer outra peça de joalheria, podem demandar anos, uma vez que coletar pedras suficientes na cor, intensidade e tamanho perfeitos é um trabalho árduo. A grife, no entanto, conhecida por fornecer algumas das melhores gemas e diamantes do mundo, é especialista nisso. E, como tal, revela este ano uma série de relógios bejeweled, verdadeiras obras de arte.

LEIA MAIS: Panerai apresenta novo modelo de um de seus ícones

A grife antecipou dois dos modelos que serão apresentados no que é considerado um dos principais eventos do setor. Ambos são feitos com o diamante amarelo mais raro do mundo: o Fancy Vivid yellow. Como a Graff é uma empresa familiar, uma série de integrantes da família fazem parte da organização desde o início – o que significa que cada um, dos mais de 120 diamantes usados nesses dois relógios, foi provavelmente escolhido por um membro da família. Cada relógio é feito de ouro amarelo de 18 quilates, ressaltando o brilho dos diamantes amarelos, e possui pedras redondas e ovais, fixadas à mão, bem como acabamento e polimento manuais.

Um dos modelos, batizado de GW9701 Round Graff Fantasia Vivid Yellow Diamond, conta com 211 diamantes e 59,25 quilates. O outro, o GW9639 Graff Fantasia Vivid Yellow Diamond Watch, possui um mostrador oval com 60 diamantes e 25,85 quilates. Ambos contam com movimentos de quartzo feitos na Suíça. O terceiro relógio de diamantes amarelo ainda é um segredo, e seus detalhes só serão revelados na Baselworld.

Todos os relógios contam com uma configuração invisível, que mostra ainda mais o brilho amarelo das peças. Além disso, as pulseiras – também repletas de diamantes – são criadas usando um sistema de juntas desenvolvido pela Graff, a fim de terem flexibilidade ao mesmo tempo em que otimizam a beleza das pedras. O sistema foi concebido e criado por Sam Sherry, chefe de tecnologia da grife, e mistura habilidade e elegância.

Cada passo do processo de relojoaria é feito pela Graff, sendo cuidadosamente documentado. Braceletes de ouro, caixas e molduras são esculpidos para dar lugar às pedras, que são colocadas à mão. Todas as etapas são demoradas, e algumas delas exigem dias – ou até mesmo semanas – de trabalho. No final, as jóias valem a espera. Infelizmente, os preços das peças só são disponibilizados mediante solicitação.

Os relógios representam uma parceria entre o Graff Luxury Watches, sediado na Suíça, e o ateliê de alta joalheria Graff London. Desde a sua fundação, em 1960, por Laurence Graff OBE, em Londres, a Graff tem sido fornecedora de uma série de diamantes raros e excepcionais, incluindo o Lesedi La Rona, de 1.109 quilates, descoberto em 1905. Em 2008, a marca lançou o Graff Luxury Watches, a linha de relógios que apresenta algumas das melhores peças do mercado. Hoje, a grife oferece configurações patenteadas de diamantes, além de relógios extraordinários.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).