Príncipe britânico Philip deixa hospital após 4 semanas

Depois de deixar centro médico, o Duque de Edimburgo retornou ao Castelo de Windsor

Redação
Compartilhe esta publicação:
Peter Cziborra/Reuters
Peter Cziborra/Reuters

Princípe foi levado para um carro em uma cadeira de rodas e retornou ao Castelo de Windsor, nesta terça-feira

Acessibilidade


O príncipe britânico Philip, marido de 99 anos da rainha Elizabeth, deixou um hospital de Londres hoje (16) depois de uma internação de quatro semanas para tratar uma infecção e passar por um procedimento cardíaco.

Philip, cujo título oficial é Duque de Edimburgo, foi internado no hospital privado Rei Edward 7º em 16 de fevereiro depois de sentir-se mal e recebeu tratamento para uma doença não especificada, mas não relacionada à Covid-19.

LEIA TAMBÉM: Quanto custa a segurança de Meghan Markle e Príncipe Harry nos EUA

Ele foi brevemente transferido no início deste mês para um centro especializado em cardiologia em outro hospital de Londres, onde passou por um bem-sucedido procedimento para uma condição cardíaca pré-existente.

Uma testemunha da “Reuters” disse que o duque deixou o hospital pouco depois das 7h30 (horário de Brasília) desta terça-feira. Ele foi levado para um carro em uma cadeira de rodas e retornou ao Castelo de Windsor, residência real a oeste de Londres, acenando para as pessoas quando chegou ao local.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Sua Alteza Real deseja agradecer toda a equipe médica que cuidou dele tanto no Hospital Rei Edward 7º quanto no Hospital St Bartholomew, e todos aqueles que enviaram bons votos”, disse o Palácio de Buckingham em comunicado.

Uma fonte ligada à realeza disse que o príncipe estava de bom humor.

VEJA MAIS: Popularidade de Harry e Meghan despenca entre britânicos após entrevista a Oprah

Desde que foi internado, o duque recebeu apenas uma visita pública, a de seu filho mais velho e herdeiro do trono, Príncipe Charles.

A rainha, de 94 anos, permaneceu no Castelo de Windsor, onde o casal tem permanecido durante a pandemia de coronavírus, e continuou a cumprir com suas obrigações por vídeo.

Tanto Elizabeth quanto Philip receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: