Dolce & Gabbana não usará mais peles de animais, com foco em ESG

O grupo de luxo italiano substituitá o material por peles ecológicas em todas as suas coleções este ano .

Redação
Compartilhe esta publicação:
Arnd Wiegmann/Reuters
Arnd Wiegmann/Reuters

A grife Dolce & Gabbana anunciou hoje (31) que não utilizará mais peles de animais em suas roupas

Acessibilidade


O grupo de luxo italiano Dolce & Gabbana não usará mais pele em todas as suas coleções este ano, afirmou a marca hoje (31) em um comunicado conjunto com a organização dos direitos dos animais Humane Society International.

“Todo o sistema da moda tem uma responsabilidade social significativa que precisa ser promovida e encorajada”, afirmou o oficial de comunicação e marketing do grupo, Fedele Usai.

LEIA TAMBÉM: Como as marcas de luxo podem ganhar dinheiro no metaverso?

A marca passará a usar roupas e acessórios de peles ecológicas, continuando a colaborar com mestres peleteiros para preservar empregos e conhecimento.

Em uma tentativa de apelar para consumidores mais jovens, cada vez mais sensíveis a questões éticas e ambientais, muitas marcas já se comprometeram a banir peles de animais, como Armani, Kering, Prada, Valentino, Versace, Moncler e a plataforma de e-commerce de luxo Yoox Net-a-Porter

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: