Shakira perde recurso para evitar julgamento por fraude fiscal na Espanha

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


MADRI (Reuters) – Um tribunal espanhol rejeitou recurso da cantora colombiana Shakira e ratificou uma decisão anterior, que viu “evidências suficientes” para enviá-la a julgamento por suposta fraude fiscal, mostrou um documento judicial nesta quinta-feira.

Os promotores afirmam que a cantora de “Hips Don’t Lie” não pagou até 14,5 milhões de euros em impostos sobre os rendimentos entre 2012 e 2014.

Eles argumentam que Shakira estava morando na região espanhola da Catalunha durante esses anos, embora os representantes da estrela pop colombiana tenham dito que ela se mudou para a Espanha apenas em 2015, cumprindo todas as suas obrigações fiscais desde então.

A nova decisão ratifica determinação judicial emitida em julho de 2021. O tribunal ainda precisa definir uma data de julgamento.

A equipe jurídica da artista disse em comunicado na quinta-feira que continuará defendendo seu caso com argumentos jurídicos sólidos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A conduta de Shakira em questões fiscais sempre foi impecável em todos os países em que ela teve que pagar impostos e ela confiou e seguiu fielmente as recomendações dos melhores especialistas e assessores”, informou o comunicado.

A cantora de 45 anos mora com o zagueiro do Barcelona ​​Gerard Piqué, com quem tem dois filhos.

(Reportagem de Emma Pinedo e Inti Landauro)

Compartilhe esta publicação: