Butantan entrega lote de 3,3 milhões de doses da CoronaVac ao PNI

Com a nova remessa, o Instituto chega a 20,6 milhões de imunizantes entregues ao Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Reuters
Reprodução/Reuters

O Instituto já entregou 20,6 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 para o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

Acessibilidade


O Instituto Butantan entregou hoje (15) um novo lote de 3,3 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac, ao  PNI (Programa Nacional de Imunização) do Ministério da Saúde.

Com a entrega desta segunda, o total de doses entregues pelo Butantan para a campanha de vacinação contra a Covid-19, doença que já matou mais de 277 mil pessoas no Brasil, chega a 20,6 milhões de doses, informou o Instituto. Ligado ao governo do Estado de São Paulo, o Butantan que está envasando a CoronaVac em suas instalações após receber o IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) importado da China.

LEIA MAIS: CoronaVac é eficaz contra variante de Manaus, mostra estudo do Butantan

A previsão é de que um novo lote de vacina seja enviado ao ministério ainda nesta semana, disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que acompanhou a entrega nesta segunda.

“Na quarta-feira, dia 17, (serão entregues) mais 2 milhões de doses. Total de 5,3 milhões para vacinação dos brasileiros. É um número recorde em volume de entregas do Instituto Butantan”, disse Doria.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O contrato do Butantan com o Ministério da Saúde prevê a entrega de 46 milhões de doses da CoronaVac até o final de abril e de um lote adicional de 54 milhões de doses até setembro, cuja entrega o Butantan promete antecipar para agosto.

VEJA TAMBÉM: Butantan recebe insumos para 14 milhões de doses da CoronaVac

Além disso, o instituto e a pasta negociam os detalhes de um acordo para mais 30 milhões de doses da vacina entre outubro e dezembro deste ano. O Butantan espera iniciar em 2022 a produção integral da vacina no Brasil.

Além da CoronaVac, a campanha nacional de imunização contra a Covid-19 conta, até o momento, com 4 milhões de doses importadas prontas da Índia da vacina da AstraZeneza com a Universidade de Oxford.

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), ligada ao governo federal, apesar de também ter um acordo para envasar o imunizante com IFA chinesa no Brasil, ainda não entregou nenhuma dose envasada localmente. Além disso, a instituição também tem acordo para produzir o imunizante de forma integral nos laboratórios.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: