Turks and Caicos: cenário ideal para relaxar

Divulgação
O Gansevoort Turks & Caicos Villas fica na região de Turtle Tail

Este artigo começa com um spoiler: se existe água mais azul que a de Turks and Caicos, no Caribe, eu desconheço. O arquipélago britânico, formado por 40 ilhas (só nove delas habitadas), fica a apenas 1 hora e 20 minutos de voo de Miami. E é um verdadeiro presente da natureza.

LEIA MAIS: 5 mercados imobiliários no Caribe para ficar atento em 2019

Lar de 35 mil habitantes, o destino ganha relevância por seu apelo turístico. Visitantes do mundo todo vão em busca de suas belezas e de seu clima, agradável o ano todo – os picos em número de visitantes ocorrem entre dezembro e abril, período considerado alta temporada.

Em novembro, desembarquei no arquipélago para uma semana de descanso no Gansevoort Turks & Caicos Villas, propriedade irmã do Gansevoort T&C Resort, que fica na famosa Grace Bay Beach. Sabe amor à primeira vista? Foi isso o que aconteceu quando conheci as novas e lindas villas que ficam na região de Turtle Tail.

O complexo tem seis novíssimas casas. Acomodei-me na villa 5102, com seus 770 metros quadrados de área construída, quatro suítes e duas exuberantes piscinas – uma delas com borda infinita que se confunde facilmente com o sempre inebriante mar azul-turquesa do Caribe.

O design, no melhor estilo caribean chic refinado das residências, é clean, com predominância da cor branca. Os dois andares, graças à topografia local, têm visão privilegiada para as águas cristalinas. Aceitar o “convite do mar” para um mergulho é tarefa simples: basta descer a escada privativa da villa. Uma vez dentro daquele mar, eu não conseguia mais sair – a não ser para ir até o deck e pular de novo na água, como criança. Não me lembro de ter sentido aquela sensação de liberdade, privacidade e amplitude com tanta intensidade em outro lugar. A cor do mar, não canso de dizer, é hipnotizante, e todo o entorno parece ter sido feito para não interferir naquelas sensações.

Mas de nada adiantaria um lugar paradisíaco como esse se não houvesse uma estrutura à altura para receber hóspedes e proprietários. Os moradores são recebidos por um pátio privativo, com lounge coberto e jacuzzi, antes de entrar no piso térreo da villa. E seguem até as portas de vidro deslizantes que abrem a villa do pátio através da sala de estar, oferecendo uma vista panorâmica dos bancos de areia dos Caicos.

A residência recebeu equipamentos de áudio e vídeo de última geração, incluindo rede wi-fi, Apple TV e Sonos Stereo em todos os cômodos, inclusive na área de estar ao ar livre.

O serviço de administração e hospitalidade dos profissionais do Gansevoort Turks & Caicos garante que tudo saia à perfeição. Outro “plus” interessante: quem está acomodado nas villas também pode frequentar toda a estrutura do resort Gansevoort, a apenas 4 quilômetros (com shuttle de ida e volta). Inaugurado em 2009, o resort tem atmosfera tranquila e acolhedora. Certa manhã, eu pedi que o shuttle nos buscasse nas villas para irmos tomar o café no resort – e pontualmente no horário marcado uma van com motorista estava à nossa espera para percorrer o trajeto de pouco mais de 15 minutos. Uma vez no resort, pudemos desfrutar de outros atrativos da propriedade, como o serviço de cadeiras e guarda-sóis na praia de Grace Bay e os equipamentos de esportes aquáticos. Outro facilitador que é fundamental durante as férias: é permitido assinar contas de consumo nos restaurantes e bares e pagar a conta total só no fim da viagem. E para isso não faltam opções.

VEJA TAMBÉM: Por que suas próximas férias devem ser no Caribe

Para um jantar sofisticado, o Stelle serve pratos de inspiração asiática – difícil esquecer o peixe em molho de coco e curry. Já o Pink Bar é um quiosque na praia inspirado no pôr do sol rosado do lugar – e onde é servido, emblematicamente, vinho rosé.

Com o serviço de administração da propriedade, também é possível negociar a manutenção da casa, jardineiro e, o mais importante, o concierge, que facilita muito na hora de programar e aproveitar a viagem – reservar restaurantes, organizar passeios de barco e viagens de pesca e garantir flores impecáveis na villa são alguns dos serviços disponibilizados.

Coloquei alguns desses serviços à prova. Nas manhãs em que eu não queria sair da villa, acionávamos a concierge. Pelo menu deixado sobre o balcão da cozinha, escolhíamos os pratos; na hora marcada, lá estava o room service preparando a mesa. Numa noite, após um longo e prazeroso dia de sol e mar, resolvemos jantar na villa. Mais do que um serviço de quarto, a concierge informou que estava à nossa disposição o serviço de private-chef – disponível, sob demanda, para hóspedes e proprietários. Minha família teve, então, um chef suíço e seu assistente cozinhando deliciosos pratos.

Conforme ia se aproximando o dia de nossa partida, externei meu desejo de ficar ali por “mais alguns meses”. Pois até isso eles podiam atender: bastava eu comprar uma villa. Ao ver os valores envolvidos, não me pareceu um mau negócio, pois os proprietários podem disponibilizar suas casas para aluguel sem nenhum trabalho, com toda a gestão feita pela administração do Gansevoort (que cobra 40% do valor negociado).

Demorei muito para ir a Turks and Caicos pela primeira vez. Não demorarei para ir a segunda.

Veja, na galeria de fotos abaixo, mais detalhes de Turks and Caicos:

  • Privacidade e conforto em 770 m² de área construída

  • O complexo tem seis novíssimas casas

  • Piscina interna

  • Piscina com borda infinita

  • Mesa de jantar para dez pessoas

  • Estilo clean: cores claras

Privacidade e conforto em 770 m² de área construída

Reportagem publicada na edição 64, lançada em janeiro de 2019

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).