Lucro da Tyson Foods supera estimativas

O lucro líquido atribuível à empresa subiu para US$ 426 milhões, ou US$ 1,17 por ação

A Tyson Foods divulgou hoje (6) um lucro trimestral que superou as estimativas de Wall Street, impulsionado pelas vendas mais altas do segmentos de carne bovina e alimentos preparados.

LEIA MAIS: Vendas da Tyson Foods ficam aquém do esperado

A dona das marcas Ball Park e Jimmy Dean disse que os preços médios da carne bovina subiram 2,3% no trimestre, enquanto os da carne suína caíram 8,3%, apesar do aumento de 1% no volume de vendas.

“Os segmentos de carne bovina e suína apresentaram desempenho sólido, enquanto o segmento de frango está pronto para melhorias, seguindo o que acreditamos ser sua margem baixa para o ano”, disse o presidente-executivo, Noel White.

Os preços médios do frango caíram 11% no trimestre.

A companhia manteve sua previsão de lucro para o ano, mas disse que não tem clareza sobre o impacto da febre suína africana, que se espalhou rapidamente na China desde agosto.

A febre mata quase todos os porcos infectados, embora não seja prejudicial para as pessoas.

O lucro líquido atribuível à empresa subiu para US$ 426 milhões, ou US$ 1,17 por ação, no segundo trimestre, encerrado em 3 de março, contra US$ 315 milhões, ou US$ 0,85 por ação, de um ano antes.

VEJA TAMBÉM: Tyson compra Keystone da Marfrig por US$ 2,5 bi

Excluindo itens, a empresa teve lucro de US$ 1,20 por ação, superando a estimativa média dos analistas de US$ 1,14 por ação.

As vendas trimestrais da Tyson subiram 6,9%, para US$ 10,44 bilhões. Analistas esperavam, em média, US$ 10,29 bilhões, segundo dados do IBES da Refinitiv.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).