Ibovespa supera 104 mil pontos pela primeira vez desde julho

Reuters
O volume financeiro da sessão somou R$ 16,7 bilhões

A bolsa paulista acompanhou a tendência global positiva hoje (12) e seu principal índice superou os 104 mil pontos, nível que não alcançava desde julho, refletindo a leitura de alívio momentâneo na disputa comercial entre EUA e China.

LEIA MAIS: Ibovespa fecha no azul mesmo com recuo das ações da Petrobras

O Ibovespa subiu 0,89%, a 104.370,91 pontos. O volume financeiro da sessão somou R$ 16,7 bilhões.

A aposta num entendimento entre EUA e China cresceu após os dois lados fazerem concessões antes de negociações na próxima semana, com o presidente dos EUA, Donald Trump, adiando por duas semanas um aumento nas tarifas sobre produtos chineses, após a China isentar alguns medicamentos e outros produtos dos EUA de cobranças de tarifas.

No entanto, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, moderou o otimismo, dizendo à “CNBC” que Trump está preparado para manter ou até aumentar tarifas sobre as importações chinesas.

Em Wall Street, o S&P 500 avançou 0,29%, chegando perto de sua máxima histórica.

Na Europa, o BCE reduziu sua taxa de depósito para um recorde de -0,5%, ante -0,4%, e anunciou que reiniciará as compras de títulos a um ritmo de € 20 bilhões por mês a partir de novembro, entre outras medidas.

Segundo Adriano Cantreva, sócio da Portofino Investimento, as notícias trouxeram alívio aos mercados, apoiando a procura por ativos de risco, influenciando a bolsa paulista.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).