Ibovespa fecha no azul mesmo com recuo das ações da Petrobras

Paulo Whitaker/Reuters
O Ibovespa avançou 0,4%, a 103.445,60 pontos

O principal índice da bolsa paulista subiu hoje (11) anulando a queda da véspera, em meio a um cenário mais favorável no exterior, com Petrobras reduzindo a alta do Ibovespa e papéis de empresas de comércio eletrônico em sessão de recuperação.

LEIA MAIS: Ibovespa recua com ajuste de bancos

O Ibovespa avançou 0,4%, a 103.445,60 pontos. O volume financeiro da sessão somou R$ 16,5 bilhões.

Na máxima do dia, o índice chegou a superar os 104 mil pontos, mas teve os ganhos reduzidos após declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, sinalizando que considera aliviar sanções contra o Irã. Os preços do petróleo em Nova York caíram 2,49%. As ações da Petrobras recuaram.

Trump também repercutiu a decisão da China de isentar alguns produtos dos EUA de suas tarifas, antes de reunião entre autoridades de segundo escalão dos dois países planejada para ainda este mês.

Há também a expectativa de que o Banco Central Europeu (BCE) reduza as taxas de juros e retome um programa de compra de ativos para estimular a economia da região.

Aqui, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, pode enviar à Câmara nos próximos dias o texto da reforma tributária.

A sessão ainda contou com anúncio de demissão do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, em meio à demora na formatação final da reforma tributária e polêmica sobre a criação de um novo imposto sobre transações financeiras no moldes da CPMF.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).