Dólar sobe 0,55% ante real

Gary Cameron/Reuters
Às 10:31, o dólar avançava 0,55%, a R$ 4,1263 na venda

O dólar operava em alta contra o real hoje (10), em sessão marcada por cautela diante de incertezas acerca da retomada das negociações comerciais de alto escalão entre Estados Unidos e China.

LEIA MAIS: Dólar encerra em alta ante real

Às 10:31, o dólar avançava 0,55%, a R$ 4,1263 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana à vista subiu 0,29%, a R$ 4,1037 na venda. Na B3, o dólar futuro tinha alta de 0,46%, a R$ 4,1335.

Segundo Camila Abdelmalack, economista-chefe da CM Capital Markets, o mercado de câmbio nesta sessão está à mercê dos desdobramentos das tratativas comerciais entre EUA e China, podendo mostrar bastante volatilidade ao longo do dia.

“É difícil cravar como vai ser a tendência do dólar ao longo do pregão. Há muita incerteza e, por enquanto, isso está impulsionando a moeda, mas basta uma notícia positiva para tudo mudar”, afirmou Abdelmalack.

Os principais negociadores comerciais dos Estados Unidos e da China vão se reunir nesta quinta-feira pela primeira vez desde o final de julho para tentar encontrar uma maneira de resolver a disputa de 15 meses, no momento em que novos atritos ameaçam as expectativas de avanço.

O noticiário da “Bloomberg” informou, por sua vez, que os EUA estão avaliando um pacto cambial com a China como parte de um acordo parcial para que o aumento planejado de tarifa na próxima semana seja suspenso.

No exterior, as moedas emergentes pares do real operavam mistas, com o rand sul-africano se valorizando e a lira turca registrando perdas contra o dólar.

VEJA TAMBÉM: Dólar cai contra o real com cena externa mais otimista

Na cena doméstica, investidores se mantêm atentos às declarações de autoridades do governo no Fórum de Investimentos Brasil de 2019.

Nesta sessão, o BC vendeu todos os US$ 525 milhões em moeda spot ofertados, e 10.500 contratos de swap cambial reverso (oferta de 10.500 contratos).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).