Ripple investe na corretora mexicana Bitso

GettyImages/MarkGarlick
Dona da criptomoeda XRP busca chegar com força nos mercados de Brasil e Argentina

A Ripple, empresa por trás da moeda digital XRP, anunciou hoje (14) investimento na Bitso, uma das maiores corretoras de criptomoedas do México, em uma ofensiva para expandir a atuação na América Latina com foco em Brasil e Argentina.

LEIA MAIS: A reviravolta na opinião do CEO da Ripple, da criptomoeda XRP, sobre o bitcoin

Fundada em 2014, a Bitso tem 750 mil usuários no México e agora quer entrar em novas regiões. O aporte de valor não revelado envolveu Jump Capital e Coinbase, já investidores na Bitso, e a entrada da Digital Currency e da Pantera Capital.

O investimento acontece semanas após a Ripple, com sede no Vale do Silício, ter anunciado a compra da corretora islandesa criptomoedas Algrim e da plataforma Logos Network.

“A Ripple está no modo aquisições”, afirmou à Reuters o vice-presidente de produtos da Ripple, Asheesh Birla.

Em junho, a Ripple já havia feito parceria com a MoneyGram, uma das maiores empresas de transferência de dinheiro do mundo.

LEIA TAMBÉM: Bitcoin: chineses estão ativos no mercado de balcão

“Essas aquisições e parcerias irão acelerar o alcance global da Ripple, atraindo parceiros estratégicos e instituições financeiras para a RippleNet”, acrescentou Asheesh.

A rodada de financiamento ocorre dois meses após a Bitso ter se tornado a primeira bolsa licenciada DLT da América Latina e mudar suas operações para Gibraltar.

“A América Latina está pronta para a ruptura e queremos avançar radicalmente a inclusão financeira para todos”, disse Daniel Vogel, cofundador e presidente da Bitso.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).