Ex-produtor de Hollywood Weinstein é condenado por agressão sexual e estupro

Reuters
Weinstein, de 67 anos, foi condenado por agredir sexualmente a ex-assistente de produção Mimi Haleyi e estuprar Jessica Mann, uma aspirante a atriz

O ex-produtor de cinema Harvey Weinstein foi condenado por agressão sexual e estupro por um júri de Nova York hoje (24) e algemado no tribunal, um veredicto importante para o movimento #MeToo que inspirou mulheres a tornarem públicas alegações de má conduta contra homens poderosos.

Um dos produtores mais poderosos de Hollywood, Weinstein, de 67 anos, foi condenado por agredir sexualmente a ex-assistente de produção Mimi Haleyi em 2006 e estuprar Jessica Mann, uma aspirante a atriz, em 2013.

Weinstein foi absolvido das acusações mais graves que levariam à prisão perpétua.

LEIA MAIS: Harvey Weinstein fecha pré-acordo de indenização

O juiz James Burke ordenou que Weinstein fosse mantido em custódia e ele foi algemado no tribunal.

O ex-produtor pode pegar até 25 anos de prisão pela condenação de agressão sexual. A audiência para divulgação da sentença foi marcada para 11 de março.

Os advogados de Weinstein pediram que ele fosse levado para uma instalação onde pudesse receber tratamento médico.

Um representante de Weinstein não respondeu imediatamente aos pedidos de entrevista.

O procurador do distrito de Manhattan Cyrus Vance disse em entrevista coletiva: “É um novo dia porque Weinstein finalmente foi responsabilizado”. Ele elogiou os jurados. “O veredicto virou uma página em nosso sistema de justiça criminal.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).