Lucro líquido da Gol recua para R$ 352 milhões no 4º trimestre

A receita líquida no quarto trimestre cresceu 18,8%, para R$ 3,8 bilhões, recorde, segundo a companhia aérea

A Gol divulgou hoje (20) queda de 47,9% no lucro líquido após participação minoritária no quarto trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 351,9 milhões, apesar de receita recorde para o período.

A receita líquida no quarto trimestre cresceu 18,8%, para R$ 3,8 bilhões, recorde, segundo a companhia, que atribuiu o resultado principalmente aos aumentos de 20,1% na receita de passageiros e de 4,9% nas receitas com transportes de cargas.

LEIA MAIS: Gol fecha acordo para venda de 11 Boeing 737 Next Generation

A Gol reportou que a despesa financeira ficou em R$ 134 milhões no quarto trimestre, um aumento de R$ 153 milhões em relação ao mesmo período de 2020, principalmente em razão da emissão em março de 2019 do Exchangeable Senior Notes.

O lucro operacional medido pelo Ebit recorrente alcançou R$ 1 bilhão, ante R$ 176,3 milhões no último trimestre de 2018, com a margem Ebit nessa medida passando a 26,5% de 5,5% um ano antes.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) recorrente ficou em R$ 1,5 bilhão, aumento de 180,5% na comparação ano a ano, com margem de 38,5% ante 16,3% nos últimos meses de 2018.

A companhia aérea também atualizou previsões para 2020 e divulgou estimativas para 2021. Para o lucro por ação, prevê entre R$ 2,65 e R$ 3,15 neste ano e entre R$ 4 e R$ 4,70 no próximo exercício. Para a receita, espera aproximadamente R$ 15,4 bilhões em 2020 e cerca de R$ 17 bilhões em 2021.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).